José Mário Leite

Sabor (Os Lagos e as Ilhas)

No passado dia 26 de junho, no audiório do Padrão dos Descobrimentos, em Blém, Lisboa, foi anunciado o nascimento dos Lagos do Sabor, como marca registada da albufeira criada pela Barragem do Baixo Sabor.

Ecos lusitanos do maio 68 (O “caso Béjart)

O movimento estudantil com epicentro na parisience Sorbonne estava ao rubro qundo em Lisboa a Fundação Gulbenkian apresentava, no Coliseu, o bailado “Romeu e Julieta” interpretado pela companhia belga Ballet du Xxème Siécle fundada e dirigida por Maurice Béjart, nome artístico do coreógrafo francês Maurice-Jean Berger.
O programa do XII Festival Gulbenkian de Música previa, no âmbito de outras atividades culturais, três apresentações, a 6, 7 e 8 de junho de1968, da já famosa companhia onde haveria de atuar, mais tarde, o imortal Rudolf Nureyev.

M & M

O título desta crónica podia indiciar que versaria as conhecidas drageias de chocolate e amendoim. Não é o caso. O acrónimo M&M, no que a esta crónica diz respeito, refere-se ao teorema que ficou conhecido com as iniciais dos seus nomes, enunciado e provado em 1958 pelos economistas Franco Modigliani e Merton Miller e que esteve na origem do Nobel com que a Academia sueca o galardoou.

NÃO PISE A RELVA, POR FAVOR

 
– Por favor, não pise a relva
– Porquê?
– Porque não se deve pisar...
– E porque não?
– Porque ao pisá-la estraga-se!
– Estrago? Mas estrago, como? A melhor utilidade da relva é precisamente para se andar nela. Se ao fazê-lo a estrago, afinal que utilidade tem?
– O problema é precisamente esse. A relva não é para pisar.

Por quem Deus nos mandou avisar

“A César o que é de César” Recomendou Jesus quando questionado sobre a licitude do pagamento do tributo romano. Sendo-lhe devido, espera-se que este trate bem o que lhe pertence. E assim foi. César, o Júlio, tratou bem do que lhe foi confiado. Tratou bem de Roma, dos romanos e do império que consolidou, melhorou e ampliou. Cuidou bem da sua família e tratou de que a sua mulher, sendo honesta, se comportasse exemplarmente para que igualmente o parecesse. Cuidou bem do seu filho Brutus, que tanto amou, como testemunhou Marco António no célebre discurso fúnebre.

SKRIPAL (Para lá da tentativa de assassínio)

Na minha crónica anterior dissertei sobre as mutações dos agentes patogénicos associadas ao mau uso dos antibióticos que promovem o aparecimento de organismos superresistentes e que ameaçam o tratamento adequado e combate às doenças por eles desencadeadas.
 

SARAMPO

 

A FEIRA MEDIEVAL e o rei de Moncorvo!

Repito o que afirmei na minha crónica anterior: Nada tenho contra a Feira Medieval, mas não a qualquer preço nem de qualquer forma. Do preço já disse (quase) tudo o que tinha a dizer. Vejamos a forma.

MÉS QUE UN CLUB

“Més que un club” (Mais que um clube) é talvez o maior e mais carismático lema do Futebol Clube de Barcelona e foi proferida por Narciso de Carreras Viteras (1905-1991) quando foi, fugazmente, seu Presidente (entre 1968 e 1969). Define não só a adesão popular ao brilhante clube catalão, mas igualmente caracteriza a ação social da agremiação desportiva que vai muito para além do clube de futebol e das restantes atividades diretamente ligadas ao desporto.