Vítor Pereira

O ar da Cidade Inteligente

Nunca terá fim. Muitos pensavam que as cidades se tinham afundado em indecências pecaminosas, excessos descontrolados de pestes diversas e insólitas ocorrências criminosas, viciantes e imorais. Acabamos, derivado da nossa própria natureza humana, todos atraídos por estes verdadeiros faróis de oportunidades lascivas, mas também supressoras das elementares necessidades do ego e da luxúria. Acabamos por sucumbir, uns mais outros menos, aos chamamentos do imprevisível; à agitação dos movimentos intensos artísticos e criativos.

As pequenas e medias Smart Cities

Nunca na história da humanidade se verificou uma tal migração de populações em direção às grandes cidades como a que se verifica atualmente. A procura de melhores condições de vida prosperidade, bem-estar, mas também tolerância, ambientes abertos e liberais, que permitam uma maior realização pessoal são alguns dos fatores de atração.

Sustentabilidade ou eficiência? EficienCity

Falar de cidades nos dias de hoje tornou-se uma banalidade. Para o bem e para o mal, muito do que está a acontecer no mundo, neste preciso momento, tem uma cidade como palco ou protagonista.
Descobrimos precisamente isso quando as próprias cidades se empenham em anunciar aos gritos todas as suas façanhas ou potencialidades, escondendo debaixo do tapete as suas debilidades e problemas.

O exemplo vem de cima

Recentemente estive com alguns amigos numa tertúlia na cidade de Valladolid. Apesar de se tratar de uma das cidades supostamente mais inteligentes de Espanha e até da Europa, encontrei apreensão e pessimismo em alguns cidadãos, entre eles arquitetos, jornalistas, engenheiros informáticos, engenheiros industriais, designers, ambientalistas, consultores, etc. No fundo, uma palete variada de cores e elementos que formam as atuais “Smart Cities”.

As Cidades Asilo

Nanmoku, é a cidade mais idosa do Japão. Tem 22 mil habitantes, dos quais 52,7 por cento têm 65 anos ou mais.
Os responsáveis desta cidade da província japonesa de Gunma estão desesperados. Necessitam urgentemente de gente jovem, de renovar a sua população, ou então preparar-se para “desaparecer do mapa”.

Welcome

Bem-vindos ao Nordeste de Portugal.

Smart Travel 2014 promove Nordeste de Portugal

Dentro de pouco menos de 2 meses, o Nordeste vai receber um evento, que neste momento, já ultrapassou as fronteiras nacionais e locais, sendo já considerado por muitos como um dos eventos do ano na Europa e no Mundo. O Smart Travel 14 vai juntar em Trás-os-Montes e Alto Douro alguns dos melhores especialistas, estrategas, urbanistas, investigadores e empreendedores em áreas tão diversas como essenciais à nossa sociedade atual.

Smart Travel? Barba e Cabelo?

É espantoso como no espaço de meia dúzia de anos se têm vindo a misturar, mais ou menos de forma visível, alguns temas da atualidade especializada ou secundária. Temas que não abrem noticiários em prime time, mas que estão na base de muito do que se discute, investiga e trabalha nos dias de hoje.