Atual // Nordeste Transmontano

Autoridades investigam desvio de água do Sabor

AGR em Sex, 06/09/2013 - 11:06

A nascente do rio Sabor, na serra de Montesinho, foi encanada e duas das três linhas de água que iriam abastecer a barragem de Veiguinhas, que está em construção, já estão secas. A terceira tem um caudal bastante reduzido e poderá secar em breve.

Na origem desta situação poderá estar uma série de obras, clandestinas, que encanaram o curso de água proveniente da nascente do rio Sabor, junto à fronteira com Espanha, como o Mensageiro comprovou no terreno (ver fotos).

Uma outra ribeira, perto da casa da Lama Grande, entre a nascente do Sabor e a barragem da Serra Serrada, também foi encanada e na semana passada eram visíveis as marcas de terra revolvida no local e a existência de tubos utilizados para a canalização dos cursos de água. Inclusivamente, estão à superfície do terreno algumas caixas de derivação, uma vez que, de acordo com o que é percetível pelas mexidas na terra, haverá mais do que um cano (enterrado) que segue em direção à aldeia de Montesinho.

As autoridades desconhecem qualquer obra oficial realizada naquele local. “O ICNF teve conhecimento desta situação a partir da sua exposição recebida em 2 de setembro e tem já uma equipa no terreno para verificação dos factos denunciados”, lê-se, numa resposta enviada ao Mensageiro pelo Gabinete de Informação e Comunicação do ICNF.

O ICNF acrescenta, ainda, que “em 2010, naquela área do Parque Natural de Montesinho, registaram-se pedidos relativamente a captação e condução de águas particulares, mas não se verificou nenhum pedido de captação para desvio de águas públicas quer do Rio Sabor quer de qualquer ribeira contígua. Informa-se ainda que não deu entrada, neste Instituto, nenhum auto relativo à realização de captações de água de nascente sem parecer desta entidade”.

Por parte da Câmara Municipal de Bragança, houve conhecimento da construção do pequeno dique que se vê nas fotos, há cerca de dois anos, e da instalação de uma canalização, que foi, entretanto, entupida pela autarquia. Pelo que se vê nas fotos, essa canalização terá sido levantada e substituída por outra, de maiores dimensões.

Na altura, há dois anos, de acordo com o vice-presidente da autarquia, Rui Caseiro, foi levantado um auto por aquela construção, mas a obra não foi embargada, alegadamente por a GNR não ter poderes para isso.

Certo é que houve movimentações na serra ao longo dos últimos meses, no sentido de desviar o caudal do Sabor. O Mensageiro constatou a presença de uma manilha danificada, que foi alvo de reparação ainda no último sábado de manhã. No local, o Mensageiro viu e fotografou pelo menos uma dúzia de pessoas e um trator em trabalhos naquela zona.

Apesar de o verão já ir longo, não há memoria de secarem completamente todas as linhas de água mesmo junto ao Porto Sabor, a montante da zona onde está a ser construída a barragem de Veiguinhas, que será um sistema alternativo de abastecimento de água aos concelhos de Bragança e Vinhais.

(Reportagem completa disponível para utilizadores registados)