Olhar // Alfândega da Fé

Câmara quer dar o nome de José Rodrigues a uma rua e vai criar sala para os trabalhos do artista

Glória Lopes em Qui, 15/09/2016 - 09:46

A câmara municipal de Alfândega da Fé quer atribuir a uma rua o nome do mestre José Rodrigues, o artista plástico, falecido no passado sábado, 10 de setembro, como forma de manter a sua memória e homenagear o seu legado. 
No imediato, a presidente da Câmara de Alfândega da Fé, Berta Nunes, decretou dois dias de luto municipal pelo falecimento do Mestre José Rodrigues, 79 anos, cujos pais são desta vila, onde o artista sempre passou muito tempo, nomeadamente nas férias. Foi ainda decidido na última reunião de câmara, na terça-feira, propor à Comissão de Toponímia a atribuição do nome José Rodrigues à atual Rua João de Deus. “É nesta rua que está localizada a casa da família do artista, faz sentido que passe a chamar-se Rua Mestre José Rodrigues. Quando veio de Angola ele ainda chegou a estudar aqui em Alfândega  da Fé e depois passava cá muito tempo. Sempre manteve a ligação à terra”, explicou a autarca. 
O município vai ainda recuperar a antiga casa de José Joaquim Azevedo de Moura, antigo arcebispo de Braga, natural de Alfândega da Fé, com o objectivo de ali criar  um centro de interpretação de Arte Sacra, onde uma sala será dedicada à obra de José Rodrigues. A recuperação do edifício está inserida no Plano de Ação para a Reabilitação Urbana (PARU). O projeto está concluído e vai candidatado a fundos comunitários. A obra tem um custo estimado de 400 mil euros.