Nordeste Transmontano

Comandante da GNR denuncia falta de investimento na GNR do distrito no dia em que abandonou o cargo

Publicado por Francisco Pinto em Qui, 2019-02-28 14:50

O ex-comandante Territorial de Bragança da GNR, Coronel Manuel Borlido da Rocha, no decurso da sua intervenção, no dia da Unidade da GNR, que decorreu no domingo, em Torre de Moncorvo, deixou claro que há quartéis e outros equipamentos no distrito de Bragança, afetos aquela força de segurança a necessitar de intervenções.

“Os quartéis de Argozelo (Vimioso),Carrazeda de Ansiães e apresentam alguns problemas estruturais que justificariam uma intervenção”, observou o oficial superior da GNR.
Segundo o Coronel Borlido da Rocha, estas intervenções não tem que ser realizada imediatamente, mas é importante serem colocada na agenda da tutela. No caso do quartel de Vinhais, o telhado demonstra ter problemas, fruto das intempéries e por isso tem alguns danos, que importa ultrapassar”, destacou o militar.

“A criação de melhores condições nos quartéis identificados, acabam por melhorar as condições de bem-estar dos militares e um melhoramento no atendimento ao público”, concretizou.

No campo das viaturas, o responsável adiantou ao Mensageiro, que fez a gestão do material circulante, que tinha sob o seu comandado.
O Coronel Manuel Borlido da Rocha terminou as funções de comandante distrital de Bragança da GNR, onde esteve nove meses, tendo sido transferido para Braga.

(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)