Atual // Mirandela

Detido suspeito de atear incêndio em Mirandela que colocou habitações em perigo

AGR em Seg, 17/07/2017 - 14:24

Já foi detido um suspeito de ter ateado, no domingo, o incêndio que nesta altura ainda lavra em Alvites, no concelho de Mirandela.
"A Polícia Judiciária, através da Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, com a colaboração do SEPNA – GNR de Mirandela, procedeu à identificação e detenção de um homem, suspeito de ter ateado um incêndio em área florestal", anunciou a PJ em comunicado.
 
O incêndio, que começou este domingo pelas 12H45, consumiu várias centenas de hectares de mancha florestal, constituída por parcelas agrícolas e povoamento de diversas espécies arbóreas, como oliveiras e sobreiros, "colocando ainda em perigo habitações, que apenas não foram consumidas devido à intervenção dos meios de combate, designadamente dos populares, bombeiros e meios aéreos", acrescenta a nota da PJ.
O detido, com 18 anos de idade, sem ocupação laboral, vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.
No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 36 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.
Entretanto, do teatro de operações, João Noel Afonso, Comandante Distrital de Operações de Socorro, disse ao Mensageiro que o fogo estava "em rescaldo" desde a madrugada.
De acordo com a página da proteção civil, no local estavam ao final da manhã 225 homens, apoiados por 67 viaturas e um helicóptero ligeiro de combate a incêndios.