Olhar // Bruxelas

EPPU e Secundária de Miranda ganharam prémio que as levou ao Parlamento Europeu

Glória Lopes em Qui, 13/09/2018 - 10:09

Mais esclarecida em relação às instituições da União Europeia, nomeadamente sobre o Parlamento Europeu, é como se sente Andreia Castro, 20 anos, aluna da Escola Profissional Prática Universal (EPPU) de Bragança. A jovem poderá votar com mais consciência nas próximas eleições europeias, nas quais nunca antes votou por falta de idade. O acto eleitoral deverá ocorrer em maio de 2019, ainda em data a definir. A estudante passou a conhecer como funciona o Parlamento Europeu por ter participado no prémio ‘Uma escola na Europa’, que as levou a Bruxelas. tal como aos colegas da sua escola e da Secundáriade Miranda do Douro. Da Bélgica os alunos não trouxeram apenas chocolates ou cerveja na bagagem, ou souvenirs da Grand Place, seja a pequena estátua do menino mijão, o tal Manneken Pis, ou as memórias das belas ruas e casario de Bruges,  vieram mais elucidados sobre os processos de decisão dos 28 estados-membro que nem sempre se entendem  da melhor forma, pelo que definiram vários dias em maio de 2019 para se proceder à eleição dos seus representantes em cada país.
Todo este esclarecimento é o resultado de uma viagem a Bruxelas e ao Parlamento Europeu, entre 4 e 6 de setembro, que oito estudantes da EPPU e seis da Secundária de Miranda do Douro puderam fazer por terem vencido o prémio.