// Mirandela

MP pede 18 anos de prisão

Fernando Pires em Qui, 12/06/2014 - 17:04

Decorreram esta tarde, no tribunal de Mirandela, as alegações finais relativas ao caso de uma professora aposentada que foi encontrada morta em novembro de 2010, na barragem de Bagaúste, em Lamego, atada a uma pedra de 20 quilos.

São arguidos a filha e o genro e uma amiga do casal acusados dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

O MP entende que o único que deve ser condenado será o genro da vítima a uma pena de prisão nunca inferior a 18 anos.