Igreja // Diocese

O lugar de Maria na Igreja foi tema central da formação permanente

Glória Lopes em Sex, 03/03/2017 - 09:55

A centralidade e a importância do lugar da Virgem Maria na Igreja Católica foi destacada pelo bispo da Diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes, orador principal da formação permanente "Maria, da Lumen Gentium à Evangelii Gaudium", que teve lugar no passado sábado, em Bragança.
Esta quinta edição da formação permanente foi mais participada do que nunca. "É fruto de todo o processo de evangelização que estamos a construir na nossa Diocese, na metodologia das unidades pastorais mas sobretudo de uma nova mentalidade pessoal, pastoral e missionária", explicou o bispo da Diocese de Bragança-Miranda, D. José Cordeiro. Além da atualização de conhecimentos que estas iniciativas permitem, o prelado destacou "que é uma atitude de vida para construir comunidades verdadeiras e autenticamente cristãs".
Durante a formação, organizada pela Diocese de Bragança-Miranda, D. Virgílio Antunes, realçou como essencial a figura de Maria situando-a adequadamente a partir da Sagrada Escritura, colocando-a no devido lugar no contexto da doutrina, na relação com o mistério de Cristo e na relação com o mistério da Igreja. "Foi muito fácil ao longo dos séculos fazer-se um discurso inadequado sobre Maria, fruto da devoção, da piedade popular, da tradição e dos costumes e nem tudo de facto faz parte do depósito da revelação da fé acerca de Maria", explicou o bispo de Coimbra.