Desporto // Automobilismo

Vitória emocionante de Tiago Monteiro em Vila Real

António G. Rodrigues em Seg, 27/06/2016 - 12:29

Este domingo, Vila Real voltou aos bons velhos tempos de glória do seu Circuito Internacional de automobilismo.
Primeiro, uma vitória caseira de Manuel Pedro Fernandes no Europeu de Carros de Turismo, o ETCC, depois a consagração esperada de Tiago Monteiro, que atraiu milhares de adeptos a Trás-os-Montes.
“Foi uma loucura. A vitória mais saborosa da minha carreira. Nas últimas duas voltas, dentro do carro conseguia ouvir os gritos da multidão, mesmo com o capacete, o ruído do motor e as comunicações via rádio com a equipa”, contava o piloto portuense no final da segunda de duas corridas do fim de semana, a que lhe valeu um triunfo no mundial de WTCC, o segundo do ano, mas que não acontecia em Portugal há cinco anos. O último em território nacional aconteceu em 2011, no Algarve. O primeiro fora em 2008, no Estoril. 
Ao longo do fim de semana, o piloto português da Honda foi escondendo o jogo dos adversários, que não esperavam que o seu Civic tivesse evoluído tanto. Saído do primeiro lugar da grelha de partida, com o Citroën do amigo Yvan Muller ao seu lado na primeira linha, Monteiro não se desconcentrou e aguentou a liderança na primeira curva, graças a um bom arranque. A partir daí, grande parte do trabalho estava feito. Restava manter a concentração e evitar os muros do circuito vilarrealense, um dos mais desafiantes para os pilotos de todo o campeonato. Apesar de alguns sustos com o motor, que de vez em quando falhava, o portuense manteve sempre Muller a pelo menos meio segundo de distância, mantendo prego a fundo até final.
No final, Vila Real quase veio abaixo com uma emotiva cerimónia do pódio no teatro de Vila Real, com milhares de adeptos concentrados a aplaudir o piloto e a cantar o hino nacional.
 “Não há sensação melhor”, ia repetindo o piloto português, que foi felicitado pelos próprios adversários, impressionados com a moldura humana que rodeou a prova transmontana. “Sinto-me uma autêntica rockstar”, desabafava Nicky Catsburg do pódio.
Com esta vitória e os cinco pontos conseguidos na véspera com a pole position, Tiago Monteiro ascendeu ao segundo lugar do Mundial, somente atrás de Pechito Lopez.