A opinião de ...

Uma lacuna resolvida a tempo

A remodelação governamental mostrava, à primeira vista, a tendência do costume de esquecimento do interior do país. Dos ministros e secretários de Estado nomeados inicialmente, predominava o litoral. Mas o Ministro do Ensino Superior, Manuel Heitor, emendou a mão a tempo. 
Inspirado pelos ares do Parque Natural de Montesinho, este ministro, que até pertenceu ao Conselho Geral do Instituto Politécnico de Bragança, cumpriu o que há muito se adivinhava, pelo trajeto efetuado não só na região. O convite a João Sobrinho Teixeira só surpreende pelo timing, pois o Governo entra no ano final de mandato e o tempo de atuação já não será muito. Mas, apesar de ter passado o fim de semana em Bragança, o convite do ministro surgiu apenas na segunda-feira, por telefone. 
Após uma conversa com o Primeiro-Ministro, Manuel Heitor recebeu luz verde. A necessidade estava há muito identificada, até porque as críticas à atuação do ministro da tutela vindas do meio universitário têm vindo em crescendo. Tendo sido aberta a porta a uma remodelação mais ampla do que a inicialmente pensada, bastou atravessá-la.
Com esta nomeação, o ensino politécnico ganha mais peso na atuação política, numa altura em que se preparam alterações de monta à forma como se encara a educação e a forma de ensinar em Portugal, um processo que o IPB tem liderado desde o início.
Sobrinho Teixeira tem sido elogiado pela atuação de 12 anos à frente do Politécnico de Bragança, que tornou o melhor do país há quatro anos consecutivos, mas, também, pela capacidade de estabelecer pontes e consensos, quando liderou o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).
Por cá, havia já quem temesse uma eventual candidatura à Câmara de Mirandela com o apoio do PSD, apesar de Sobrinho Teixeira sempre se ter mantido independente, mesmo quando o seu nome foi apontado para liderar uma candidatura à Câmara da capital de distrito, em 2013. Até por isso, esta nomeação é uma jogada estratégica do PS. 
A Sobrinho Teixeira, basta fazer o que já habituou os transmontanos para se afirmar no panorama nacional e trilhar um caminho que se antevê longo.
 
Sobrinho Teixeira é o quinto governante oriundo do distrito depois do 25 de abril. Armando Vara (ministro da Administração Interna), Adão Silva (Secretário de Estado da Saúde), Jorge Gomes (Secretário de Estado da Administração Interna) e Vera Rodrigues (Secretária de Estado da Economia) foram os anteriores.

Edição
3701