O Festival, a animação e o Carnaval!....

Estamos a viver a semana que antecede o Carnaval. A última de Fevereiro, já que o mesmo, este ano com 28 dias, termina já na terça-feira. Assim, até lá, intensificam-se, por todo o mundo, as atividades carnavalescas, vivendo-se o Carnaval por inteiro. E Bragança não é exceção, até porque são muitas as tradições da região, para além de tudo o que nele se sustenta com singular criatividade e inovação.
Com efeito, depois das comemorações de mais um aniversário desta “cidade do reino”, que completou 553 anos, no passado dia 20/02/2017, Bragança prepara-se para viver um período festivo, onde não faltará a animação, a cor, a alegria, a música tradicional e a fantasia, com os entrudos, os caretos, as máscaras e a gastronomia, a sustentarem a transversalidade um de um programa interessante no que toca à participação em convergência e harmonia. Neste contexto, se as evidências das tradições culturais se farão exibir, não será menos verdade que as gastronómicas também irão emergir.
A realização da quinta edição do Festival do Butelo e das Casulas de Bragança, a ter lugar já no próximo fim-de-semana, acaba por ser o expoente máximo, nesta altura do ano, em pleno inverno, da valorização dos produtos que lhe dão o nome, mas também de muitos outros da região que, cada vez mais, vão vendo reconhecida a sua valorização. Trata-se, com efeito, de um certame que tem vindo, de forma sustentada, a progredir, cada vez mais, com identidade regional, conquistando evolutivamente os amantes da gastronomia local, torna-se apelativamente convergente para muita gente, oriunda dos mais variados pontos do país e do estrangeiro.
Não restam dúvidas que, em boa hora, após o surgimento da Confraria do Butelo e da Casula, em estreita colaboração, a Câmara Municipal de Bragança acabou por valorizar a ideia da promoção/divulgação desta iguaria gastronómica e transformá-la em Festival. Não desvalorizando qualquer outra iniciativa de promoção e divulgação da cidade, do concelho e da região, a todos os níveis, mas sobretudo no que toca à componente turística/gastronómica, o Festival do Butelo e das Casulas, em cujo programa se incluem as atividades inerentes à respetiva Confraria, tornou-se um cartaz singular e de referência, com eficiência. Assim, produtores e restaurantes aproveitem, sustentadamente, de forma pedagógica e coerente, o investimento municipal feito neste domínio, bem como o inegável trabalho desenvolvido pela Confraria do Butelo e da Casula.
Bom, mas o leque de atividades até ao dia de Carnaval é ainda mais vasto, numa altura em que se exalta a tradição e o faz-de-conta, sustentadas em dinâmicas organizacionais imaginativas, criativas e ativas, nas quais irão, certamente, participar, em força, os brigantinos e muitos mais.
De entre outras, terá singular relevância o Concurso de Construção de Caretos "Carnavaliz'Arte", promovido pela equipa do Projeto CLDS 3G – Bragança, no âmbito do envelhecimento ativo, no qual participaram mais de uma centena de idosos de todo o concelho, e que gerou, além de particular motivação, um invulgar entusiasmo. E os números falam por si. Assim, entre outras variáveis de analise positiva, interessa salientar o elevado índice criativo  e  o número  de visualizações até agora, cerca de 30.000,  contando com mais de 3.000 votos, na página do facebook do Projeto CLDS 3G Bragança.  Verdade, verdade,  é que todo o trabalho criativo é, sem dúvida, merecedor, no mínimo,de um espaço para exposição temporária na capital do distrito.
Se, por vezes, o positivamente inesperado nos causa maior grau de felicidade, não é menos verdade quando o não programado e qualitativamente avaliado, nos surpreende. Por isso, poderá ser compensado expondo-o em qualquer lado, devidamente dignificado, contribuindo para a divulgação de um projecto de Contrato Local de Desenvolvimento Social e de toda uma rede de intervenção social ao mais alto nível.