Cantinho do Seminário - Edição 3703

Imagem Capa

Deus interpela os que quer, como quer, quando quer e onde quer. Jovens - quase diríamos desde o ventre materno - sentem este chamamento; como Samuel ou Jeremias. Adultos, que terminaram o seu curso universitário, como Paulo; ou que se empenham no seu trabalho, como Amós. E hoje: não estará o Senhor a chamar-te?
O chamamento, vocação, pede uma resposta, que se torna difícil, pois - exclui qualquer “sê” ou “mas” - apenas pode ser: sim ou não. Responder é um desfio. Exige: 1) tempo para maturar a resposta; 2) iniciar o caminho para algum dia, com liberdade e consciência, reunir condições que permitam uma resposta válida. Há jovens que sentem este apelo de Deus, com coragem reconhecem sentir-se cativados pelo Evangelho, com paciência procuram conhecer Cristo e no seu discernimento, à medida que se sentem mais próximos, arriscam um sim. «Toda a vocação exige a quem a experimenta uma reflexão prolongada, uma decisão ponderada e uma opção perseverante», escreve Luis María García Domínguez. A comunidade cristã e o Seminário, devem oferecer ao jovem vocacionado este tempo de reflexão e decisão, sem criar pressões.
A vocação cria amizade com Jesus Cristo e impele o homem a sentir o desejo de O conhecer melhor. A isto chamo Pré-Seminário! Nos dias 19 a 21 de outubro realizou-se o primeiro encontro de Pré-Seminário, deste ano lectivo. Dezoito jovens, naturais dos concelhos de Bragança, de Mirandela, de Macedo de Cavaleiros e de Freixo de Espada à Cinta, fizeram esta experiência vocacional. Alguns vieram acompanhados pelos párocos; outros, simplesmente, porque os seminaristas os desafiaram a viver um fim de semana diferente, no Seminário.
Que novidade teve este evento vocacional para estes jovens? Em primeiro lugar estiveram com os seminaristas, tanto do Seminário Maior como do Seminário Menor. Criaram amizade com eles e com Cristo. Em segundo, proporcionou-se a possibilidade de avaliar o que é fazer uma comunidade; descobriram-no na oração, no desporto, nas refeições, nas dinâmicas de grupo. Em terceiro, juntamente com D. José assinalaram o dia mundial das Missões, rezando e refletindo sobre a Mensagem de Sua Santidade o Papa Francisco para o Dia Mundial das Missões, para este ano.
O Pré-Seminário é um momento de beleza extraordinária, sobretudo quando os jovens nos interrogam: «já tenho idade para vir para o Seminário?», «O senhor aceita-me como seminarista?», «No próximo ano posso entrar para o Seminário?». Ou quando livremente partilham connosco: «eu gostava de ser padre». Não são perguntas inocentes. São perguntas de quem reflete sobre o futuro. Terminamos este encontro com um momento forte. Celebramos eucaristia na igreja de nossa Senhora das Graças, com a comunidade que ali reúne - a cada domingo - para celebrar o Dia do Senhor.
Queremos agradecer a todas e todos que na sua oração têm presente o Seminário e os seminaristas. Antecipando o espírito de oração e partilha natural da Semana dos Seminários, muitos sacerdotes e leigos fizeram-nos chegar mensagens e sinais de cuidado e amizade. A todos dizemos obrigado. Correspondendo a estes gestos, ao longo do mês de novembro, acolhemos no Seminário diversos grupos e movimentos juvenis da nossa diocese. O Seminário é uma casa aberta a todos, mas os jovens têm nela um lugar especial.

Pe. António Magalhães, Reitor do Seminário

Edição
3703