Mário Lisboa

O Aeroporto Sá Carneiro mais um

Nestes dois últimos anos o Aeroporto em título teve um aumento exponencial no tráfego aéreo que o demanda.
Ultimamente, até a Lufthansa, passando o Porto a receber 118 voos semanais,             mais 28 voos do que em período análogo de Inverno dos anos passados (2016/2017).

A Força Aérea Portuguesa no apoio ao combate dos incêndios florestais

 
Infelizmente neste últimos anos o flagelo dos incêndios vem aumentando, sem que se vejam medidas para acabar com esta situação. Cada vez mais preocupante.
No início do mandato, este governo, anunciou que a Força Aérea Portuguesa iria gerir toda a problemática da utilização dos meios aéreos no combate acima referido.
Se recordar-mos Setembro/Outubro de 2015, podemos apresentar tudo o que aconteceu neste ano na prevenção e combate a incêndios em 2005. Assim:

A Força Aérea Portuguesa no apoio ao combate dos incêndios florestais

 
Infelizmente neste últimos anos o flagelo dos incêndios vem aumentando, sem que se vejam medidas para acabar com esta situação. Cada vez mais preocupante.
No início do mandato, este governo, anunciou que a Força Aérea Portuguesa iria gerir toda a problemática da utilização dos meios aéreos no combate acima referido.
Se recordar-mos Setembro/Outubro de 2015, podemos apresentar tudo o que aconteceu neste ano na prevenção e combate a incêndios em 2005. Assim:

De Quando em Vez…….A obrigatoriedade de reativação das linhas férreas do Tâmega, Corgo, Tua e Sabor

O turismo e, a informação de tudo o que diz respeito a Região Transmontana, este Verão, tiveram os melhores resultados. Basta estar atento à televisão e aos jornais para se verificarem os melhores visitantes que não só sobem o Douro, como também percorrem toda a província numa ansia de conhecimento.
Ora portanto, as acessibilidades à Região fazem-se quase exclusivamente por via automóvel, notando-se que a norte do Douro, com o fecho das linhas férreas acima referidas veio aumentar o tráfego de viaturas pesadas e ligeiras.

Os Aeródromos Regionais e outros interesses que se sobrepõem

Costuma-se contar a piada do indivíduo que compra um “barco”: o dia em que o compra – porque está feliz pela aquisição – e o dia que o vende – porque está feliz por se ver livre dele!
De certo modo, o mesmo se passa em relação aos aeródromos. Um aeródromo é sempre uma infraestrutura muito desejada pelas populações, até estas terem de suportar os custos do seu financiamento.
Quem anda nestas andanças, verifica que há aeródromos completamente desertos tanto aos dias de semana como mesmo nos fins-de-semana.

O Desenvolvimento da cidade de Chaves e o seu Aeródromo Municipal

Quem visite a cidade de Chaves no presente ao deambular pelo seu tecido urbano verifica, que os responsáveis que ao logo destes últimos anos tem estado à frente dos seus destinos fizeram um trabalho inteligente e adequado à sua valorização.
Como principais vias de acesso apresenta a EN103 (começa em Neiva, perto de Viana do Castelo, onde entronca coma a EN13, e prolonga-se por uma paisagem multifacetada pelo Este do Alto Minho, e por toda a zona Norte de Trás-os-Montes, passando por localidades como Braga, Chaves, Vinhais, até acabar em Bragança) e a A24 (Chaves-Viseu).

De quando em Vez………

    João António Pinheiro
Tenente-General (1921-2009)
 
 

Ainda as acessibilidades a Trás-os-Montes

 
Nesta época de Natal em que escrevermos, aparece com grande impacto a apetência das gentes do Sul deste País em visitarem a “Nossa Região”, cada vez, mais preparada para a arte “que é nossa e só nossa de bem receber”.
O Verão em Trás-os-Montes foi um espetáculo de festas, encontros, reuniões culturais e um número de eventos que vêm dizer que “para cá do Marão as nossas gentes, muitos esquecidos, dizem sempre presente.

De quando em vez……

Com a inauguração do Túnel do Marão no passado dia 7 de Maio a A4 que liga o Porto a Vila Real: Bragança iniciou-se um novo ciclo de serem ultrapassadas todas as dificuldades de acessibilidades e das distâncias que, separaram os grandes centros do litoral do interior deste Portugal, cada vez mais desertificado.
Só, quem não conhece as aldeias de Trás-Os-Montes é que não acredita que dentro de poucos anos a “Nossa Região” fica vazia, pois não há maneira de separar a emigração (agora qualificada) porque, não há medidas que consigam fixar os jovens pelas nossas bandas.

“De Quando em Vez”

A importância político-estratégica da Base Aérea das Lages
 
No passado dia 16 de Março de 2003, as atenções de todo o mundo viraram-se para a Base Aérea das Lajes, no Arquipélago dos Açores onde o Presidente dos Estados Unidos, Inglaterra, Espanha e Portugal estiveram reunidos para tentarem encontrar uma solução capaz de ser evitado o confronto com o Iraque. Na data em que escrevemos (20 de Março), a guerra começou, deitando por terra todas as tentativas de paz em cima referidas.