Atual // Mirandela

Adérito Gomes também é candidato a Provedor da Santa Casa da Misericórdia

Fernando Pires em Qui, 04/12/2014 - 12:22

O professor reformado, de 61 anos, antigo diretor da escola secundária de Mirandela, vai medir forças com Paulo Sousa, advogado de 45 anos.
 
Já é conhecida a segunda lista candidata aos órgãos sociais da Santa Casa de Misericórdia de Mirandela (SCMM). Compromisso solidário é a denominação da lista liderada por Adérito Gomes, que aposta na sustentabilidade e na solidariedade como os dois conceitos-chave na procura de respostas aos desafios futuros.
Apesar de não esconder que a situação económico-financeira da instituição é débil, Adérito Gomes entende que está em condições de definir como principal prioridade, o pagamento dos subsídios em atraso aos funcionários, referentes a 2013 e 2014. “Os subsídios do ano passado ainda vão ser pagos pela atual mesa administrativa, mediante um acordo com o Município e já foi aprovada, através do programa de saneamento financeiro das santas casas, uma verba de 500 mil euros, em duas ou três tranches. E, entre outras coisas, vai servir para cobrir os subsídios deste ano”, esclarece.
Para equilibrar as contas da instituição, Adérito Gomes pretende legalizar o lar de São Pedro Velho, para potenciar a candidatura à celebração de acordos com a segurança social tendo em vista a viabilidade económica daquele equipamento.
“Envidar esforços para celebrar mais acordos para os utentes do lar de Vale de Salgueiro e procurar uma solução para as 13 camas sobrantes do acordo para a criação da unidade de cuidados continuados”, são outras medidas incluídas no plano de ação da sua lista.
O facto dos sete elementos efetivos da sua lista serem reformados, confere, em seu entender, “maior disponibilidade para liderar a instituição”, mas Adérito Gomes ressalva que não quer fazer disso uma bandeira de campanha.