Desporto // Campeonato de Portugal

Argozelo tropeça no Pedras e em árbitro açoriano

AGR em Seg, 22/02/2016 - 14:26

O Argozelo perdeu este domingo a possibilidade de somar três pontos preciosos na luta pela manutenção no Campeonato de Portugal, ao perder em casa, com o Pedras Salgadas, num jogo em que a equipa de arbitragem, vinda dos Açores, teve grande influência no resultado e complicou a vida à turma de António Forneiro para o próximo jogo.
Um encontro em que a equipa do concelho de Vimioso foi claramente prejudicada pela arbitragem de Vasco Almeida, dos Açores, que expulsou o guarda-redes Carmine num lance em que o guardião nem tocou no avançado do Pedras. Para além da expulsão, foi assinalado penálti mas, a ter havido contacto, teria sido fora da área (ver fotos) mas foi o avançado dos azuis que se lançou no ar sem que ninguém lhe tocasse, deixando a perna para trás.
Curiosamente, um árbitro que exigiu presença da GNR num campo com pouco público e em que praticamente não havia adeptos forasteiros. Uma situação que levou alguns responsáveis do Argozelo a falar em "premeditação". "Assim é difícil mas esta gravação vai em mãos para a Federação Portuguesa de Futebol", prometeu António Forneiro, treinador da equipa da casa.
O Argozelo até começou melhor, mais esclarecido, enquanto o Pedras mostrou ser uma sombra da equipa que lutou pela ida à fase de subida. Os das minas davam a iniciativa ao adversário mas controlavam o terço mais recuado do terreno. O Pedras mostrava organização mas muita lentidão de processos e pouca motivação, estreando três jogadores orientais.
(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa.)