Desporto // Campeonato de Portugal

Claque agredida após vitória do GDB

AGR em Qui, 17/03/2016 - 15:21

O Bragança continua a mandar fora de casa e a manter-se na perseguição ao sonho da subida de divisão. No domingo, em Pedras Rubras, bateu a equipa local com uma exibição plena de garra e inteligência. André David apostou, desta vez, em Adão para a frente de ataque, depois dos desperdícios que vinham atormentando Touré, e em Kanu, por troca com Capello, alegadamente tocado num joelho.
Adão, numa desmarcação pela esquerda, abriu o marcador logo aos 15’. Os brigantinos continuam a exibir-se em bom plano mas, desta vez, ao contrário do que tem acontecido em casa, concretizaram as oportunidades que tievram e não se deixaram ir abaixo pelos golos dos adversários. E o Pedras Rubras marcou duas vezes ainda na primeira parte, dando a volta ao marcador. Ximena foi mal batido no segundo tento, deixando a bola passar por debaixo do corpo, mas tinha feito anteriormente uma grande defesa a um remate ao ângulo direito da sua baliza.
No segundo tempo, sobretudo nos últimos 25’, os brigantinos voltaram a ficar por cima, encostando o Pedras Rubras às cordas.
Weellington e Nera (de canto) deram a volta ao marcador e garantiram, com isso, um lugar no onze da jornada do CPP.
“Estivemos bem nos primeiros 25’ e nos últimos 25’. No restante periodo do jogo complicámos e dificultámos a nossa tarefa”, lamentou o treinador André David, no final.

Agressões aos Comando

No final do encontro, a claque do Bragança, os Comando, foram agredidos e roubados à saída do estádio, numa atitude cobarde e vergonhosa.
“À saída do estádio fizeram-nos o que popularmente se chama de “uma espera” e mal saímos, de forma cobarde, por trás e sem qualquer tipo de glória, tentaram roubar-nos uma bandeira apostando no “fator surpresa”, pois estávamos todos de costas e dispersos. Mal conseguiram desataram a correr como cobardes que são. Tal ato só prejudica o clube de Pedras Rubras”, relatou um dos elementos da claque ao Mensageiro.
A bandeira acabou por ser recuperada, embora danificada, e alguns dos agressores identificados pela GNR.