Atual // Bragança

Construção da casa abrigo da ASMAB deve arrancar ainda este ano

AGR em Qua, 31/01/2018 - 17:18

Foi uma das novidades deixadas na abertura desta reunião de presidentes das mutualidades. O projeto de acolhimento às vítimas que a ASMAB pretende lançar deverá arrancar ainda este ano. O presidente da instituição, Alcídio Castanheira, revelou que, nesta altura, o processo está “na fase de concurso”, mas acredita que será possível lançar a obra “ainda este ano”.
 
“No início de fevereiro, apresentaremos o projeto de acolhimento de vítimas de violência doméstica. Era uma lacuna que existia em Trás-os-Montes. Terá nove vagas”, explicou aquele responsável.

Este projeto vem permitir dar apoio a vítimas na região, que até aqui eram “muitas vezes encaminhadas para hotéis ou para o Porto ou Viseu”.

De acordo com Alcídio Castanheira, trata-se de acolhimento de emergência, que pode durar 15 dias, até ao máximo de 30. A partir daí podem ser encaminhadas para a casa abrigo, o que não vem colidir com um outro projeto, acolhido pela Santa Casa da Misericórdia de Bragança, que tem uma casa abrigo também para vítimas de violência doméstica (e filhos) mas que tem uma vocação de maior duração.
“Estamos em fase de concurso, esperamos lançá-lo durante este ano”, concluiu Alcídio Castanheira.