Atual // Mirandela

Funcionários da recolha de lixo ganham braço de ferro com empresa

Fernando Pires em Qui, 22/03/2018 - 15:19

Um mal menor. 29 trabalhadores foram despedidos, mas garantiram direito ao subsídio de desemprego e às indemnizações do tempo de serviço, que a empresa se recusava a conceder.

Está finalmente resolvido o impasse laboral, que durava há mais de dois meses e meio, e que opunha 29 funcionários e a administração da FCC, empresa responsável pela recolha do lixo, nos cinco Municípios da Terra Quente Transmontana.
O contrato de concessão da prestação do serviço terminou, no final de 2017, e os trabalhadores não foram integrados na nova empresa a quem foi concessionado o serviço, mas também não receberam as cartas de despedimento, nem as indemnizações pelo tempo de serviço.
 
O caso chegou a tribunal e, na semana passada, foi estabelecido um acordo entre as partes, que obriga a empresa a formalizar a caducidade do contrato de trabalho e ao pagamento das indemnizações relativas à contagem do tempo de serviço.
 
(artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)
 

Tags: