Atual // Mirandela

Hospital e obstetra condenados a pagar 385 mil euros

Fernando Pires em Qui, 08/03/2018 - 12:00

O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Mirandela condenou a ULS do Nordeste, uma médica obstetra, Olímpia do Carmo, e a sua seguradora, ao pagamento solidário de uma indemnização de 309 mil euros, aos pais de um rapaz (Gonçalo) que nasceu, há 15 anos, com paralisia cerebral, ficando com uma incapacidade para toda a vida de 95 por cento.
 
Este valor é acrescido de juros de mora, relativos aos seis anos em que o processo já deu entrada, o que perfaz cerca de 385 mil euros. No entanto, ressalva, que a companhia de seguros só pode pagar até ao máximo de 125 mil euros, sendo o restante suportado pela ULS Nordeste e a obstetra.
 
Para além disso, o TAF de Mirandela condenou ainda os três arguidos a custear as obras de adaptação, no apartamento da família, às necessidades do Gonçalo, cujo valor do orçamento de 44 mil euros, apresentado, em 2012, no processo, tem de ser atualizado.
 
 

Tags: