Cultura // Nordeste Transmontano

Museu Abade de Baçal quer preservar memória da emigração a salto

AGR em Qui, 12/04/2018 - 10:15

Recordar as memórias de um período crítico da história do Portugal recente foi o objetivo do projeto Memórias do Salto, do Museu Abade de Baçal, em Bragança, apresentado publicamente no passado fim de semana com uma exposição, um ciclo de conferências e um ciclo de cinema.
“São 72 histórias recolhidas, com vários perfis, que vão desde o passador ao PIDE, ao Guarda Fiscal e aos emigrantes. Foi feita a apresentação desse trabalho, que nos permite a nível histórico, antropológico e sociológico fazer um estudo bastante profundo e, sobretudo, dar voz a estes protagonistas, que de outra forma se perderia. Como era emigração clandestina, de outra forma perder-se-ia. Foi sobretudo esta obrigação que temos, de homenagem a estas pessoas e de incluí-lo no nosso espaço identitário e museológico”, explicou a diretora do museu, Ana Maria Afonso.