Atual // Bragança

PS cumpriu o prometido e o Executivo da União das Freguesias foi aprovado

AGR em Qua, 28/02/2018 - 22:23

Telmo Afonso viu esta quarta-feira o seu executivo aprovado na Assembleia de freguesia da União das Freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo, com 9 votos vaforáveis, três abstenções e sete votos contra.
 
"Agora é preciso trabalhar, fazer plano de orçamento e atividades, relatório de contas de 2017", disse ao Mensageiro o presidente da maior união de freguesias do distrito de Bragança, eleito em outubro.
 
A nova concelhia de Bragança do PS tinha prometido viabilizar o executivo social democrata com a abstenção mas, apesar de os socialistas terem quatro elementos eleitos, houve apenas três votos em branco no executivo proposto por Telmo Afonso, inteiramente constituído por elementos da sua lista, pelo que pelo menos um elemento não terá seguido as indicações de André Novo, o presidente da concelhia rosa.
 
Demissão no PS
 
No final da Assembleia de Freguesia, Artur Pires, que tinha sido cabeça-de-lista do PS nas autárquicas a esta freguesia, anunciou a demissão do cargo, por se sentir defraudado.
 
"É exatamente no respeito pela democracia, por aqueles que depositaram a confiança em nós, e na sua defesa intransigente, que sempre me empenhei e me comprometi. Não me movo por lugares ou protagonismos pessoais, mas sim na defesa de um programa, de um ideal e na procura da resolução dos problemas das pessoas. Este é o meu, o nosso propósito.

Entende hoje, o Partido Socialista e aqueles que o dirigem a nível concelhio, que o Partido Socialista deve viabilizar esta Junta sem qualquer tipo de negociação ou compromisso com outras forças Politicas.
Entendo eu, que esta solução defrauda as expetativas criadas por aqueles que em nós depositaram a sua confiança", disse Artur Pires.
 
O cabeça-de-lista do PS disse ainda que "o Partido Socialista perde uma oportunidade de dar um contributo positivo na condução dos destinos desta União de Freguesias e de acordo com aquilo a que se propôs.

Entendo eu, que esta estratégia resulta num vazio. Entendo eu, que esta decisão dos dirigentes concelhios do Partido Socialista, à margem do entendimento dos elementos do Partido Socialista desta assembleia sobre a solução e estratégia a seguir, revela falta de confiança política naqueles que legitimamente foram eleitos e aqui representam o partido e os seus eleitores.
A minha posição na defesa da estratégia definida e na defesa daqueles que em nós confiaram, fica assim irremediavelmente comprometida.

Eu sou eu e a minha circunstância. Tive a sorte de receber ensinamentos que não me deixam abdicar dos meus princípios e das minhas convicções. As minhas circunstâncias
podem-me moldar a vida, mas não me moldam o carácter. Por tudo isto, não me resta alternativa se não a de pedir a minha demissão de membro desta Assembleia de Freguesia, o que farei oportunamente", anunciou Artur Pires.
 
José Moreno eleito presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia
 
Entretanto, procedeu-se, ainda, à eleição da Mesa da Assembleia de Freguesia. José Moreno era o candidato do PSD e foi eleito, ainda com mais votos favoráveis do que o próprio executivo. Foram dez votos no clínico, quatro abstenções e cinco votos contra.
 
Resolvido o impasse que vigorava desde outubro, Telmo Afonso começa já esta quinta-feira a preparar o plano e orçamento de 2018, que deverá ser votado apenas em abril.