Desporto // Futebol Distrital

Três jogos adiados devido a guerra entre AFB e GD Bragança

AGR em Dom, 01/03/2015 - 00:33

A guerra entre a recém-empossada direção da Associação de Futebol de Bragança e o Grupo Desportivo de Bragança, que está a tentar impugnar as últimas eleições associativas nos tribunais, conheceu este sábado mais um episódio, com pelo menos três jogos de diferentes escalões a não se realizarem, mesmo com as três equipas presentes e a postos.
Em causa está o pagamento aos árbitros.
Na sexta-feira, a AFB enviou um email a clubes e árbitros frisando que o pagamento dos juízes tinha de acontecer antes de cada jogo, mas o recibo só seria emitido durante a próxima semana.
O Bragança estava disposto a pagar aos árbitros previamente mas exigiu, a conselho do advogado, o recibo no momento do pagamento. Uma vez que aos árbitros a AFB não entregou os recibos, como muitas vezes acontecia antes, tiveram de ser cancelados jogos dos distritais de Iniciados, juvenis e seniores, todos com o GDB como anfitrião. Bragança B-Montes de Vinhais em juvenis, Bragança B-Vimioso em seniores e Bragança-Mãe d’Água em iniciados foram os jogos afetados.
Manuel Martins, presidente do clube, lamentou a situação mas garante que está a agir “de acordo com a lei”.
Certo é que houve outros jogos que se realizaram e o pagamento da arbitragem foi realizado só no fim, como os dois do Mãe d’Água de Benjamins. “Pagámos ao árbitro mas vamos buscar o recibo durante a semana”, explicou o presidente do Mãe d’Água, Rui Santos, que considera  a situação fruto de “uma guerra pessoal” que afeta os outros clubes.
O Mensageiro tentou contactar a direção da AFB e os responsáveis da arbitragem mas nem António Ramos (novo presidente) nem André Lopes (presidente do Conselho de Arbitragem) nem Bruno Carvalho (ex-treinador do Mirandela B e atual vice-presidente do conselho de arbitragem) respondeu às tentativas de contacto.
Já no futsal feminino, o jogo dos Pioneiros com o Vila Flor só teve pagamento no final mas Ricardo Pires exigiu um documento escrito e assinado pelo árbitro do encontro em como tinha recebido os 60 euros da arbitragem.
Já nos jogos do Distrital de Seniores o valor em causa é de 180 euros.
Para este domingo há mais equipas a ameaçar não efetuar o pagamento caso não tenham o recibo comprovativo.
Recorde-se que já na semana passada houve notícia de alegados problemas com a arbitragem de alguns jogos, com situações caricatas como a eventual nomeação de três juízes para o mesmo jogo ou a nomeação de um árbitro para sábado quando o jogo era… domingo, entre outras situações.