Armando Fernandes

 

 

O eclipse dos Politécnicos

O eclipse durou dezenas de anos. Apesar dos avisos dos demógrafos e cientistas sociais a euforia do ensino superior fez reproduzir como cogumelos as universidades privadas, e cada distrito reivindicou pelo menos um Instituto Politécnico (até Lisboa tem um), dois existem no distrito de Santarém. As vozes bem sustentadas em estudos e opiniões amadurecidas avisando dos perigos da proliferação foram mandadas calar, os cursos à escolha faziam (fazem) lembrar as lojas dos trezentos ou dos chineses.


O poder

O camarada Nikita, cognominado o martelo da Ucrânia, ainda o camarada Estaline não tinha sido colocado no sarcófago funerário e protagonizava acção onde perdeu a vida o tenebroso e famigerado Béria, tendo depois apresentado no XX Congresso do Partido o famoso relatório (quem o possuir ganha se o reler de quando em quanto) no qual disseca os crimes cometidos durante o reinado do Zé dos Bigodes, atribuindo-lhe a responsabilidade pelos mesmos.


Podridão

O Dr. Rui Machete depois da tomada de posse como titular da pasta dos Negócios Estrangeiros (ele é veterano no referente a ser ministro), e após ter sido questionado sobre a sua actuação na SLN (matriz do BPN) e no Banco Português Privado, entendeu as perguntas como sintoma de “podridão dos hábitos políticos” e, no mais balbuciou estar de consciência tranquila. A resposta deixa subentender que o Sr. Ministro está convencido de possuir uma magistralidade acima do comum dos mortais, revelando antipatia (pelo menos) para com os jornalistas, esses grandes maçadores a todo o tempo e instante.


O descomprometimento do compromisso

Os últimos acontecimentos políticos demonstram à saciedade o descomprometimento dos parceiros da coligação em honrarem o compromisso de governarem acertadamente, eliminando as impurezas herdadas do antecedente, concretizando uma positiva forma de administração pública de modo a voltarmos a ter esperança num futuro melhor. Nada disso aconteceu.


Engraxadores

Uma luminária governamental ou aparentada há dias disse em palavras de grotesca solenidade que uma das profissões a incentivar de modo a combater o desemprego era a de engraxador. Referia-se ao acto de limpar calçado humano, porque no referente a engraxadores manteigueiros e limpa botas há excedentes em todos os círculos da sociedade em geral, e no do poder em particular.


Maluca santidade

No decorrer das actividades culturais levadas a efeito na semana passada pela Academia de Letras de Trás-os-Montes e a Câmara Municipal de Bragança, um dos actos mais exaltantes foi o da apresentação do VII volume da Bibliografia do Distrito de Bragança. O autor da monumental obra – monumento debaixo de todos os prismas – brindou os presentes com uma intervenção recheada de precisa informação relativa ao labor de dezenas de anos, agora colocado à disposição dos interessados, incluindo pareceres e opiniões de muitos que já lhe dedicaram atenção.


E o Menino?

Aqui há uns anos escrevi eriçado artigo contra o Pai Natal mascarado de flibusteiro do mar das Caraíbas. Explico melhor: mesmo nas aldeias surgiu imagem enfunada da celebrada figura vinda dos países nórdicos, a subir escada de corda dos piratas a fim de entrar pela janela das casas onde foi colocada. O inchado senhor carregava saco, presumo, repleto de presentes.


Vale de Lágrimas

O Portugal dos graúdos está a transformar-se num imenso vale de lágrimas marcado por uma depressão originada pelos fortes e cortantes de leste provindos da estepe berlinense, aumentados à medida que passa pela gastronómica França e a pandeireta garrida espanhola. A oeste nada de novo, o tornado está previsto há muito tempo a produzir nefastos efeitos na ilha Terceira causando desolação, desemprego e desespero.


Paciência de Job

“Depois dos tempos de longa carência, os mestres-de-obras encheram vales e encostas de milhões de colunas, pináculos, mirantes e minaretes rodeados de erva ou relva verde quatro estações, sobre a qual enferrujam ou apodrecem antigas peças de grande utilidade para o cultivo das terras e apanha das colheitas. A esses tempos de vacas gordas sucederam-se os de agora, tudo indicando serem de setenta anos de modo a o escarmento chegar aos nossos netos a fim de eles subtraírem da tentação os deles.