Manuel António Gouveia

O Patrão

            Com origem na palavra latina “pater-patris” e na sua derivada “patronus-patroni”, patrão assume, entre outros significados, os de patrono e de protetor - o que nos autoriza a que possamos afirmar que se trata de alguém que protege (ou deve proteger), como um dedicado vigilante, procurando sempre o bem das pessoas que com ele convivem - no caso e numa situação mais específica, aquele que mantém ou se vê obrigado a manter com o seu trabalhador as melhores relações laborais, supostamente para bem de ambos.


Os indesejados

É doutrina do eugenismo que a população humana deverá evoluir para a perfeição, resultando, se for caso disso, de uma depuração e seleção programadas, sendo um dos meios para esse fim impedir o nascimento de crianças que, entre outros motivos, acusem alguma malformação. A sociedade, prevendo que tal nascituro (além de ele próprio poder ter de sujeitar-se a uma vida de permanente sacrifício), irá perturbar-lhe a boa ordem, a estabilidade, a economia, o bem-estar, permite-se retirar-lhe o direito de nascer.