Nordeste Transmontano

Covid-19: Terceiro morto no distrito é de Vimioso

Publicado por AGR/FP em Sex, 2020-04-03 00:08

Foi esta quinta-feira confirmada a terceira morte de um doente infetado com covid-19 no distrito de Bragança. Trata-se de um homem de 91 anos, natural de Vale de Frades, em Vimioso. O homem deu entrada na urgência de Bragança na terça-feira, acabando por falecer durante a madrugada.

Os testes realizados acabaram por ser positivos mas os resultados chegaram já depois da morte do paciente, pois faltaram reagentes para os testes no hospital de S. João, para onde são encaminhadas as recolhas feitas no distrito de Bragança.

Esta informação foi confirmada ao Mensageiro por fonte hospitalar.

Passa a ser a terceira morte no distrito, a segunda de residentes no concelho de Vinhais, depois de, na passada segunda-feira, um homem de 61 anos, também ter falecido por infeção do novo coronavírus. A primeira morte registou-se no passado sábado. Um homem de 72 anos, natural de Mirandela, mas que residia em Bragança.

Desde o dia 14 de março, até às três da tarde desta quinta-feira, as autoridades de saúde do distrito já tinham registado 99 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, mais três comparativamente ao dia anterior, mas, ao que apuramos, ao final da tarde, já terão sido confirmados, pelo menos mais seis casos.

Este foi um dos seis casos novos confirmados hoje, que eleva os números do distrito de Bragança para os 105 casos.

Para além deste caso no concelho de Vimioso, somam-se ainda três em Bragança, em em Alfândega da Fé, outro em Vinhais, que já vai em sete, e mais um em Macedo, ligado ao casal de emigrantes de Vale Pradinhos que tinha dado positivo.

Bragança tem, agora, 59 casos confirmados.

Em Mirandela acabou por ser desmarcado um caso de um homem, natural de Famalicão mas cuja companheira é de Mirandela.

Assim, Mirandela mantém 13 casos. Segue-se Macedo com 11, Vinhais com sete, Vimioso e Torre de Moncorvo, com quatro. Em Vimioso, destaca-se, também, o facto de os 25 funcionários do lar de Avelanoso terem dado negativo nos testes efetuados. Mantém-se, assim, apenas um utente e uma funcionária infetados naquela instituição.

Segue-se Carrazeda da Ansiães, com três, Alfândega da Fé tem dois casos. Miranda do Douro continua com um, tal como Freixo de Espada à Cinta e Vila Flor.