Bragança

Profissionais de Saúde garantem que estão "focados" no auxílio aos doentes

Publicado por Glória Lopes em Qui, 2020-04-02 17:00

Profissionais de Saúde garantem que estão "focados" no auxílio aos doentes
Os profissionais da Unidade Local de Saúde do Nordeste informam a população que o atual contexto de pandemia Covid-19 "estão unidos e focados no auxílio aos doentes, com sentido de missão e com a esperança de contribuir para a resolução desta situação epidemiológica e regresso à normalidade", referem num comunicado envido ao Mensageiro de Bragança, assinado por mais de 80 pessoas, entre médicos, enfermeiros, pessoal técnico e auxiliares.
Num texto onde sublinham que "nesta altura impõem-se que todos estejamos unidos e concentrados no mesmo objetivo, não desperdiçando energias, sabendo que temos pela frente tempos exigentes, que apelam a melhorias e adequação permanentes face à evolução da pandemia".

Nestes momentos de dificuldades acrescidas em todo o mundo, os profissionais de saúde garantem " a sua dedicação total aos Serviços onde desenvolvem a sua atividade num comunicado que pretendem dar a conhecer a toda a população, demonstrando a sua entrega a esta causa pelos cidadãos, pelo Nordeste Transmontano e pelo País". Na mesma missiva fazem saber que as áreas dedicadas à Covid-19 têm sido alvo de "melhorias". "Fizemos atempadamente uma boa planificação dos ADC com a criação de fluxogramas e dos seus circuitos, demos especial enfoque ao treino dos profissionais, com recurso a materiais audiovisuais promovendo a competência técnica necessária, para dentro das limitações existentes, providenciarmos os cuidados indicados, tentando fazer o melhor, ajudando à recuperação de doentes em estado crítico, criando orientações e condições de segurança profissional que sirvam todos os profissionais da ULSNE e utentes dos serviços (...)".
Na semana passada um grupo de profissionais do mesmo serviço havia enviado uma informação escrita à administração da ULSNE dando conta que o espaço onde está instalada o espaço de tratamento de doentes Covid-19 não tinha condições suficientes.
No mesmo comunicado os profissionais notam, ainda, que "há vários anos vêm reclamando melhores infraestruturas hospitalares e modernização dos meios complementares de diagnóstico, melhoria tecnológica e laboratorial, melhoria nas infraestruturas concursadas há 15 anos e até agora adiadas. Lamentamos que outras prioridades do país vão deixando sempre para trás o interior".