Nordeste Transmontano

Covid-19: Distrito de Bragança já tem 128 infetados

Publicado por FP/AGR em Sáb, 2020-04-04 21:42

Nas últimas 24 horas, foram conhecidos mais 19 casos que testaram positivo, 14 deles na Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia de Torre de Moncorvo.

Desde o dia 14 de março, em que foi conhecido o primeiro caso do novo coronavírus no distrito de Bragança, até este sábado, estão confirmadas 128 pessoas, revela o último relatório das autoridades de saúde.

Comparativamente aos dados de ontem, há a registar um aumento de 19 casos, sendo que se mantém o mesmo número de mortes. Até este sábado, três pessoas já perderam a vida devido a esta pandemia: um idoso de 91 anos, do concelho de Vimioso. Um homem de 72 anos, residente em Bragança, mas natural de Mirandela e ainda um homem de 61 anos, residente no concelho de Vinhais.

Na distribuição dos 128 casos pelos concelhos do distrito, Bragança continua a ser o que regista o maior número de infetados, já totaliza 63, mais 3 que ontem. Trata-se de uma profissional de um centro de saúde da ULS Nordeste. Os outros dois são casos totalmente novos, sem relação aparente com nenhum anterior, pelo que se suspeita de transmissão na comunicado.

Torre de Moncorvo é agora o segundo concelho com mais casos positivos, passa a ter 17, mais 14 do que sexta-feira, todos registados na Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia. São 13 utentes e um funcionário, que se juntam a um outro utente já anteriormente infetado, que está internado no hospital de Macedo de Cavaleiros.

Mirandela tem os mesmos 15 casos registados que ontem. Macedo de Cavaleiros já regista 13, mas um que ontem. Vinhais soma os mesmos 7 casos e Vimioso contabiliza os mesmos 5 casos de sexta-feira.

Carrazeda de Ansiães mantém três casos confirmados, enquanto Vila Flor tem agora duas pessoas infetadas, mais uma do que ontem.

Miranda do Douro, Freixo de Espada à Cinta e Alfândega da Fé registam um caso cada.

Até agora já foram testadas à Covid-19 perto de 1300 pessoas do distrito e perto de centena e meia ainda aguardam resultado laboratorial.

No total, as autoridades de saúde do distrito têm mais de 1800 contactos sob vigilância.
Em Portugal, segundo o último relatório da DGS, conhecido esta tarde, estão confirmados 10524 casos, mais 638 do que ontem, e já morreram 266 pessoas, mais 20 do que ontem.

Há 1075 pessoas internadas, sendo que 251 encontram-se nas unidades de cuidados intensivos
Das mortes registadas em Portugal, 86,5% tinham mais de 70 anos de idade, ou seja, das 266 mortes, 230 estavam nesse grupo etário.

A maioria dos casos positivos acontece no grupo etário dos 40 aos 49 anos (1928 casos), registando até agora 4 mortos nessa faixa etária.

Desde o início desta pandemia, no nosso país, já foram infetadas 150 crianças, dos 0 aos 9 anos de idade.