ATLETISMO

“Para conseguir grandes resultados tem que se trabalhar muito.”

Publicado por Guilherme Moutinho em Dom, 2020-06-21 15:43

Eva Fernandes, atleta de 19 anos do Ginásio Clube de Bragança, é um caso sério no panorama do atletismo brigantino e nacional. A jovem brigantina acumula títulos e distinções desde 2015, onde foi Vice-campeã Zona Norte do Desporto Decolar de Iniciados dos 1500 m garantindo o apuramento para o nacional, conquistando o 6º lugar. Em 2018, foi chamada á Seleção Nacional, para representar Portugal no Campeonato do Mundo de Corrida em Montanha, realizado na Andorra. No ano de 2019, foi consagrada Vice-Campeã Nacional de Estrada, Campeã Nacional de Corrida em Montanha, conquistou o 3º lugar no Campeonato Zona Norte Absolutos/Esperanças nos 3000 m Obstáculos e o apuramento para representar Portugal no Campeonato Europeu de Corrida em Montanha.

 

MdB - Porquê o Atletismo?

EV - O interesse pelo atletismo começou quando comecei a participar nos corta-matos do desporto escolar. Gostei da experiência e nunca mais parei.

MdB - Sentiste o apoio da família em tornares o Atletismo um modo de vida?

EV - A minha família sempre me apoiou. Mas como esta modalidade não é mediática para encarar como um modo de vida, quer por falta de apoios, condições de treino, nos quais tenho dificuldades nos locais onde posso treinar. Por esse conjunto de condicionantes tenho que pensar mais no meu futuro.

MdB - Em 2018 foi chamada pela primeira vez para representar Portugal. Como foi essa experiência?

EV - Foi uma experiência bastante positiva e um orgulho enorme representar Portugal. Competir com as melhores do mundo foi muito gratificante. Fui bastante apoiada pela seleção, conheci pessoas das outras seleções, vivi uma experiência única e um momento incrível, espero voltar a vestir a camisola da seleção nacional.

MdB - A visibilidade de ser uma “representante” de Portugal mudou algo em ti?

EV - Mudou a responsabilidade, a exigência, mais horas de treino e vontade de continuar a lutar e trabalhar mais.

MdB - Que momentos marcam a tua carreira?

EV - Os momentos mais marcantes são, quando subo ao pódio, que é o reconhecimento do trabalho do esforço e dedicação que dedico ao atletismo.

(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)