Nordeste Transmontano

Covid-19: Piloto espanhol do Heli do INEM de Macedo de Cavaleiros está infetado

Publicado por FP/AGR em Ter, 2020-09-15 17:49

Os números mais recentes da situação epidemiológica do novo coronavírus no distrito de Bragança dão conta de mais três casos positivos, aumentando para 557 o total de pessoas que já foram infetadas, desde que começou a pandemia, há seis meses.

Dos cerca de 200 testes processados, nas últimas horas, dois deles deram positivo para a Covid-19, um deles piloto de 35 anos que opera no Helicóptero do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), sediado em Macedo de Cavaleiros, que é natural de Madrid (Espanha).

O piloto está assintomático e deverá viajar, nas próximas horas, para a sua área de residência, no país vizinho, para cumprir o período de isolamento profilático.

O outro caso importado, é de um homem de 76 anos, que reside na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas que se encontrava a passar alguns dias na sua terra Natal, em Poiares (Freixo de Espada à Cinta) e que está internado no hospital de Bragança.

O outro caso já tinha sido registado na segunda-feira, em Miranda do Douro, que voltou a constar entre os concelhos afetados depois de no boletim de sábado da ULS ter sido dado como limpo.

Esta terça-feira voltou a registar-se um maior número de recuperados do que novos casos positivos. Nas últimas horas, as autoridades de saúde deram como curados da doença mais 7 pacientes: 6 do concelho de Vimioso e 1 do concelho de Macedo de Cavaleiros.

No total, dos 557 casos confirmados até ao momento, já recuperaram 428 pacientes (77%). Há a lamentar 24 óbitos, associados ao novo coronavírus (4%) e restam ainda 105 pessoas com a doença ativa (19%).

O concelho de Vimioso tem ainda 25 pessoas infetadas (3 delas em Argozelo). Bragança contabiliza ainda 24 casos ativos (13 deles na União de freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo e 3 na União de Freguesias de Aveleda e Rio de Onor).

Macedo de Cavaleiros tem 17 casos (4 deles em Arcas e 3 em Lamas). Mirandela regista 15 casos, 14 dos quais na freguesia de Aguieiras. Vinhais tem ainda 7 pacientes por recuperar (6 deles na União de Freguesias de Soeira, Fresulfe e Mofreita). Torre de Moncorvo soma 4 casos, 3 deles na Horta da Vilariça. Miranda do Douro tem um caso ativo da doença.

Há agora dois casos importados. Um de Madrid (Espanha) e outro da região de Lisboa e Vale do Tejo.