COVID-19

ULSNE explica meios e infraestruturas disponíveis para tratar doentes infetados com coronavírus

Publicado por Glória Lopes em Seg, 2020-03-30 12:58

No âmbito da resposta assistencial da Unidade Local de Saúde do (ULS) Nordeste face à atual
pandemia COVID-19, e à garantia da prestação de cuidados adequados e em segurança, quer para
os profissionais, quer para os utentes, esclarece-se o seguinte:

Planeamento

A ULS do Nordeste, em colaboração com a Autoridade de Saúde Pública, elaborou, a 06 de
fevereiro, o primeiro Plano de Contingência para avaliação e tratamento de doentes com infeção
por novo coronavírus, tendo sido uma das primeiras instituições, no contexto nacional, a ter um
plano em conformidade com as orientações da Direção Geral da Saúde (DGS).

Esse documento foi alvo de atualização, a 13 de março, com definição das áreas de triagem e
isolamento de doentes nos serviços de urgência da ULS do Nordeste e, seguidamente, a 20 de
março, com definição de áreas dedicadas à avaliação e tratamento de doentes Covid-19 (ADC),
sempre em conformidade com as orientações da DGS. Tendo, inclusivamente, sido efetuados
exercícios de simulação, cujo resultado foi alvo de análise e divulgação interna, com vista à
garantia de eficiência do plano delineado e da melhor resposta assistencial à Covid-19 por parte
da ULS do Nordeste.

As ADC de internamento iniciaram o seu funcionamento no dia 10 de março e, desde essa data,
os planos têm sido ajustados às necessidades e de acordo com a evolução epidemiológica, em
consonância com as orientações e normas da DGS.

Formação e preparação

Foram efetuadas várias sessões de esclarecimento e formação, de 11 a 14 de março, e as mesmas
foram repetida ad-hoc, a pedido dos serviços nas ADC, ao longo do mês, de forma a capacitar as
equipas. Estas equipas foram ainda acompanhadas in loco com reforço da formação e através de
sessões por vídeo conferência.

Infraestruturas

O Serviço de Medicina Interna da Unidade Hospitalar de Bragança – datado de 1973 – pese embora
alguns constrangimentos físicos, dispõe de 5 quartos de isolamento para colocação de casos

suspeitos e de enfermarias para realização de coorte de doentes infetados, de acordo com as
orientações da DGS.

E porque a segurança dos profissionais de saúde é, para a ULS do Nordeste, uma prioridade, foi
iniciado no mês de março um processo de melhoria das instalações, com a colocação de
equipamento de extração de ar que permita 6-12 renovações de ar por hora na UCI ADC,
atualmente com 13 camas. Estando já planeada a intervenção para as restantes ADC de Medicina
Interna das três unidades hospitalares da ULS do Nordeste.

Meios de tratamento

A ULS do Nordeste dispõe dos meios indicados para o tratamento de doentes com insuficiência
respiratória e possui a reserva de equipamentos e medicamentos aconselhados no tratamento
desta condição. A adequação dos meios está em permanente monitorização, face à evolução da
situação epidemiológica.

Segurança dos Profissionais

Após análise, aponta-se para que o contágio de profissionais de saúde da ULS do Nordeste tenha
inicialmente ocorrido a nível comunitário e não por tratamento de doentes infetados, uma vez
que o primeiro doente infetado internado nessa área dedicada, na Unidade Hospitalar de
Bragança, foi posterior ou contemporâneo ao surgimento dos primeiros sintomas nos
profissionais.

De referir que os profissionais utilizam o equipamento de proteção individual (EPI) disponibilizado
e indicado face à situação.

A ULS do Nordeste estará sempre do lado dos profissionais de saúde, e em proximidade com todos
os intervenientes de Saúde Pública e Proteção Civil, de forma a implementar as intervenções
necessárias, com o objetivo de mitigar a atual situação de pandemia, procurando por todos os
meios possíveis nunca pôr em causa as condições de segurança dos profissionais nem os meios de
tratamento dos utentes.

Bragança, 30 de março de 2020