Bragança

Carlos Silva da UGT diz que a precariedade aumentou durante a pandemia covid-19

Publicado por Glória Lopes em Sex, 2020-06-26 15:50

O secretário-geral da UGT, Carlos Silva, criticou esta sexta-feira, em Bragança, o governo porque os trabalhadores "foram extremamente penalizados" em contexto de covid-19, garantindo que o grau de precariedade aumentou. "Já havia muita e por isso é que a UGT fez um acordo de concertação social em 2018 para que combater a precariedade, continuamos a ter precariedade e (os precários) foram os primeiros a ser escorraçados das suas empresas logo em março quando se iniciou o Estado de Emergência. Onde é que está o apoio a esses trabalhadores? Foram para a rua, as empresas recorreram ao lay-off para receberem dinheiro do Estado, mantiveram muitos trabalhadores em lay-off com um corte salarial tremendo e agora algumas querem continuar a cavalgar a onda e tentar contrariar o que foi o discurso e o compromisso do senhor primeiro-ministro", afirmou no final da reunião do Secretariado Nacional da UGT que aprovou em Bragança, um projeto de resolução para enviar à Assembleia da República, ministros da tutela e Presidente da República.