Bragança

Já se pondera a ampliação do Brigantia EcoPark e a construção de uma nova nave

Publicado por Glória Lopes em Seg, 2019-12-02 10:53

A taxa de ocupação do Brigantia EcoPark-Parque de Ciência e Tecnologia, em Bragança, que em quatro anos já ultrapassou os 60%, leva os responsáveis da câmara de Bragança a ponderar ampliar o espaço, executando a segunda fase que já estava prevista, que poderá passar pela construção de uma nova nave ou na extensão do atual espaço. "Está como uma boa dinâmica, e temos que ponderar o futuro para que não fiquemos limitados no acolhimento de empresas", explicou o presidente da câmara, Hernâni Dias.
No Brigantia estão atualmente 34 empresas instaladas, com 192 trabalhadores. O autarca explicou que atualmente o edifício não permite a instalação de grande empresas e que se poderá pensar "na criação de uma estrutura mais versátil", não existindo, segundo Hernâni Dias, "a necessidade de replicar o modelo atual pois a parte de incubação de empresas acontecerá no espaço actual, bem como o acolhimento de empresas e os laboratórios".