Bragança

Sociedade Civil une-se para levar compras e medicamentos aos mais velhos

Publicado por António G. Rodrigues em Qui, 2020-03-26 11:15

Um grupo de médicos e voluntários de Bragança criaram uma página nas redes sociais para receberem pedidos de ajuda dos mais isolados, que precisam de compras ou medicamentos, sobretudo no meio rural do concelho. O sucesso da iniciativa foi imediato e já há pedidos para a replicar noutras cidades do país.
“A página chama-se ‘Covid-19: Bragança solidária’ e conta já com 2600 seguidores.

Com o surgir da pandemia da COVID-19, surgiu também um sentimento de impotência e vontade de ajudar.
Juntamente com o meu irmão e com o mote “solidariedade em tempos de quarentena”, decidimos criar uma página que pudesse chegar aos brigantinos e ajudá-los, sobretudo tendo em consideração que a nossa população é envelhecida e constituiu um grupo de risco. Por isso, disponibilizamo-nos a ir às compras por quem mais precisa, nomeadamente ao nível de medicação e produtos alimentares”, explicou Catarina Gonçalves, médica interna no hospital de Bragança e irmã do administrador do Mensageiro.

“A nossa ação não fica por aí. Adicionalmente, organizamos campanhas de recolha de material (como máscaras, óculos de proteção, luvas, entre outros) para ceder ao hospital da nossa cidade e garantir que os profissionais de saúde conseguem realizar o seu trabalho em segurança.

Por fim, e porque é dever de todos combater a desinformação e sermos agentes da saúde pública, procurarmos que a página seja um veículo de transmissão de informação fidedigna e atualizada, utilizando fontes credíveis como a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Organização Mundial de Saúde (OMS)”, explicou.
A página surgiu há cerca de 15 dias, numa altura em que os primeiros casos chegaram à região e começaram os apelos a que as pessoas ficassem em casa.
“A primeira semana foi essencialmente de divulgação da página, numa tentativa de chegar a mais brigantinos.

(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)