Diocese de Bragança-Miranda

Igreja apela a que se reze o Pai-Nosso em conjunto ao meio-dia desta quarta-feira

Publicado por Redação em Ter, 2020-03-24 09:38

O Angelus e o Pai-Nosso, oração para este tempo e para a eterna vida
No percurso da Iniciação Cristã, a entrega do Pai-Nosso significa o novo nascimento para a vida divina e é mais que uma oração, porque é o «resumo de todo o Evangelho» (Tertuliano).
A nossa ousadia filial ao dizer “Pai-Nosso” manifesta a confiança e a certeza de sermos amados. Na grande novidade de Jesus ao revelar e chamar a Deus, Pai, inspira-nos o desejo e a vontade de nos parecermos com o Pai, tendo um coração humilde e confiante.
A prática de recordar o mistério da Encarnação com uma oração nos três momentos característicos de cada dia: manhã, meio-dia e tarde, foi-se desenvolvendo ao longo do tempo na Igreja. Felizmente que, em muitas Paróquias, estes três momentos quotidianos ainda são rogados ao som dos sinos.
A oração do Angelus Domini é constituída por três antífonas, seguidas de uma Avé-Maria, com um versículo e com uma oração conclusiva. Em muitos lugares, acrescentam-se ainda três Glória ao Pai e uma intercessão pelos fiéis defuntos.
No estado de emergência que nos encontramos com a pandemia que nos aflige, propomos na nossa Diocese de Bragança-Miranda, seguindo a sugestão que o Papa Francisco fez na oração do Angelus do IV Domingo da Quaresma:

Todos os dias, tocar o sino ao meio dia, onde possível, e rezar o Angelus e o Pai-Nosso como oração pessoal ou familiar.

• Angelus
V. O Anjo do Senhor anunciou a Maria.
R. E Ela concebeu do Espírito Santo.
Ave Maria…

V. Eis a escrava do Senhor.
R. Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra.
Ave Maria…

V. E o Verbo divino encarnou.
R. E habitou no meio de nós.
Ave Maria…

V. Rogai por nós Santa Mãe de Deus.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos.
Infundi, Senhor, como Vos pedimos, a Vossa graça nas nossas almas, para que nós, que pela Anunciação do Anjo conhecemos a Encarnação de Cristo, Vosso Filho, pela sua Paixão e Morte na Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era, no princípio, agora e sempre.
Ámen. (3 x)

Dai-lhes, Senhor, o eterno descanso
Entre os esplendores da luz perpétua.
Descansem em paz. Ámen

• Pai-Nosso
Pai nosso, que estais nos céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino; seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

No próximo dia 25 de março, Solenidade da Anunciação do Senhor, estaremos unidos na oração do terço a partir do santuário de Fátima, às 18.30h, na qual se fará a consagração ao Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria da Igreja peregrina em Espanha e em Portugal.

Sob a tua proteção procuramos refúgio,
Santa Mãe de Deus. Não desprezes as nossas súplicas,
nós que estamos na provação,
e livra-nos de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita!

Catedral, IV Domingo da Quaresma, 22 de março de 2020.
+ José, vosso Bispo e servidor do Evangelho da Esperança.