A opinião de ...

“Em Março, o pão com o mato, a noite com o dia e o Pedro com a Maria.”

Ainda teremos de esperar mais uns dias pelo relatório mensal do IPMA referente ao passado mês de fevereiro, documento que deverá corroborar a informação que vos tenho vindo a oferecer, indicando um mês com temperaturas francamente acima da média e precipitação muito escassa, catalogando o mês como muito seco em toda a região.
A estação meteorológica de Bragança do Instituto Português do Mar e da Atmosfera registou em todo o mês de fevereiro, apenas 5.7 litros por metro quadrado, quando o normal (1971-2000) seria terem caído pelo menos 75 litros por metro quadrado, o que representa apenas 7.6% da média climatológica, é francamente pouco e um indicativo cabal da magnitude da anomalia negativa registada.
As temperaturas máximas, estiveram, durante todo o período acima dos valores médios, 11.1ºC, sendo a máxima mais baixa registada no dia 09, com 11.5ºC e a mais elevada no dia 23, com 22.2ºC, quanto às temperaturas mínimas, apenas registamos 5 dias de geada, com valores negativos (6, 18 a 20 e 22), nos restantes períodos também as mínimas estiveram acima do valor médio, 1.3ºC.
Chegou março e com ele a primavera meteorológica, o estado do tempo registou uma alteração significativa, assistimos ao recuo do anticiclone e o aparecimento da circulação zonal nas nossas latitudes, que nos trouxe um fluxo húmido e perturbado de oeste, do Atlântico, contrariamente a fevereiro, marco arrancou com precipitação abundante, tendo-se registado no dia 1, na estação de Bragança, 35.4 litros por m2, quando a média mensal é de 44.3, ou seja 79.9% da precipitação esperada em todo o mês, podendo a média mensal ser atingida durante os primeiros dias do mês.
Os dias continuam a crescer, hoje estamos com 11 horas e 25 de luz solar, o que nos indica que a primavera astronómica já está próxima, o sol nasce e põe-se todos os dias, 2 minutos antes e depois relativamente ao dia anterior.
Após estes dias com registo de precipitação algo abundante em toda região, a atmosfera tende a estabilizar-se a partir de hoje, as probabilidades de precipitação serão em geral baixas nos próximos dias, aumentando novamente a partir de dia 10. As temperaturas mínimas vão variar entre os 2 a 4ºC em Bragança, Miranda da Douro, Vimioso e Macedo de Cavaleiros, entre os 3 a 5ºC em Mirandela e Torre de Moncorvo. As máximas vão variar entre os 10 e os 14ºC em Bragança, 13 a 17ºC em Mirandela, 12 a 16ºC em Freixo de Espada à Cinta e Alfândega da Fé.
Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de toda a informação na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes.

Edição
3771