A opinião de ...

“Mês de Maio, mês das flores, mês de Maria, mês dos amores

Hoje acaba Abril, foi um mês recheado de interesse no que toca a fenómenos meteorológicos na nossa região, com a típica instabilidade que fez jus ao ditado, abril, águas mil. Embora ainda não tenha acesso aos dados fechados para este período, podemos oficialmente catalogar abril, como um mês muito húmido, senão vejamos os dados até à presente data (27.04.2020):
Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a estação meteorológica oficial de Bragança registou até hoje, 124.4mm de precipitação acumulada (sendo que ainda acumulou algo mais no decorrer desta semana), quando o normal, seria acumular cerca de 62.1mm em abril, já as temperaturas, embora possa parecer mentira para muita gente, e segundo o mesmo Instituto, estiveram em geral acima da média, quer as máximas, quer as mínimas, na próxima semana já deveremos ter acesso ao relatório oficial com mais detalhes, contudo não é difícil de adivinhar que toda a chuva caída, afastou, pelo menos de momento, o cenário de seca da nossa região, o que nos permite enfrentar os meses do estio com relativa normalidade, quer nos campos quer no abastecimento às populações.
Estamos neste momento sob a influência de um fluxo algo perturbado de oeste, húmido e quente de oeste que nos trouxe algo de precipitação desde ontem, situação que não deverá durar muitas horas, uma vez que se prevê nos próximos dias uma mudança do estado do tempo devido à ação das altas pressões que nos colocará sob a influência da dorsal africana, trazendo o primeiro episódio de calor da temporada, com as temperaturas a subirem no arranque de maio para valores acima dos 25ºC em boa parte da nossa região.
Assim, o tempo tenderá a estabilizar, com uma subida notável das temperaturas, em especial durante o fim-de-semana e no domingo, dia 3, quando Bragança poderá atingir uma máxima em torno aos 26ºC, Freixo de Espada à Cinta 29ºC, Miranda do Douro 27ºC, Vinhais 25ºC e Mirandela 30ºC, as mínimas não sofrerão alterações significativas mas também poderão subir um pouco.
Contudo e olhando as previsões para a próxima semana, este pico de calor não durará demasiado tempo, uma vez que as temperaturas tendem a descer a partir de segunda-feira dia 04, mantendo de qualquer das formas valores muito agradáveis e com um incremento das probabilidades de precipitação e trovoadas.
Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de todas as informações na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes - Portugal.

Edição
3779