COVID-19

Funcionários e utentes das valências da Santa Casa de Moncorvo submetidos a testes de despistagem de coronavírus

Publicado por Glória Lopes em Qua, 2020-04-01 15:53

Desde ontem que os doentes e funcionários da Unidade de Cuidados Continuados (UCC) de Torre de Moncorvo, bem como toda a população da Santa Casa da Misericórdia, que tutela aquela instituição, estão a ser submetidos a rastreios a COVID-19 (coronavírus) como "medida de precaução", explicou o provedor, Fernando Gil, que admitiu que um enfermeiro que trabalhavam na instituição deu positivo no teste. "Trata-se de um assintomático que está em casa de quarentena", afirmou, sublinhando que não foi por causa deste casos que a saúde pública da Unidade Local de Saúde do Nordeste (ULSNE) decidiu rastrear esta IPSS. "Já estava previsto. O Governo mandou fazer em todos os lares de idosos", garantiu Fernando Gil. "O perigo deste vírus são os assintomáticos, aqueles que não têm sintomas, porque podem estar a passar o vírus e não sabem. Porque os que têm sintomas têm os cuidados todos", acrescentou.
O Mensageiro apurou que o mesmo profissional fazia serviço na Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Foz Côa, onde 47 dos 62 idosos testaram positivo a Covid-19, três dos quais acabaram por morrer