A opinião de ...

Bloqueio anticiclónico duradouro e baixas probabilidades de precipitação

As chuvas cessaram nos dias que imediatamente antecederam a época natalícia, o padrão mudou radicalmente, de uma situação perturbada de poente, passamos para um potente e duradouro bloqueio anticiclónico, garantindo um panorama estável, sem precipitação, com fortes inversões térmicas e nevoeiros persistentes.
Uma vez que aos nevoeiros se juntaram temperaturas negativas, também assistimos à aparição dos típicos sincelos, um verdadeiro espetáculo na natureza que pintou muitas zonas da região de branco, fazendo lembrar um elemento que continua ausente neste inverno, a neve.
O que é o sincelo? Como se forma? Sincelo é um fenómeno meteorológico que acontece em situações de nevoeiro aliado a temperaturas de -2°C a -8°C e resulta do congelamento das gotas de água em suspensão quando estas entram em contato com a superfície. Quando sob um nevoeiro muito denso, pode produzir o mesmo efeito que uma nevada e ocorrer precipitação de cristais de gelo em pleno nevoeiro, sem haver nuvens no céu. Em Portugal, o fenómeno ocorre alguns dias por ano com relativa regularidade no inverno, embora não todos, no interior norte do país, sobretudo na Beira Alta e em Trás-os-Montes onde o nevoeiro em noites de fortes inversões térmicas persiste com temperaturas negativas.
Inversão térmica? O que é? Quanto maior é a altitude, menor é a temperatura da atmosfera em relação à superfície, este fenómeno é conhecido como gradiente vertical normal, em geral, a cada 100 metros de altitude, a temperatura diminui 0,6ºC, entretanto, se num determinado ponto da troposfera a temperatura aumenta, verifica-se a denominada inversão térmica. Especialmente no inverno, devido à ausência de ventos e à falta de nebulosidade (bloqueio anticiclónico), o solo perde energia muito rapidamente, elevando o ar quente e arrefecendo o ar junto à superfície, como o ar frio é mais denso que o ar quente tende a depositar-se nos vales e terras baixas, por esta razão e com estas condições sinópticas, é habitual Mirandela registar temperaturas mais baixas que Bragança, apesar de estar a menor altitude.
Nos próximos dias, não se prevê grandes alterações no panorama meteorológico na região, vamos continuar com ausência de precipitação, temperaturas mínimas negativas, com geadas e formação de nevoeiros e sincelos, as máximas serão frias nas zonas onde as névoas persistirem e ligeiramente acima da média onde o sol conseguir brilhar.

Dada a distância temporal das previsões, aconselho que sigam diariamente as atualizações de toda a informação na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes.

Edição
3763