A opinião de ...

“De Santa Luzia ao Natal, ou bom chover ou bom nevar.”

As últimas jornadas foram marcadas por um tempo algo aborrecido, muitas nuvens, pouca chuva e temperaturas não demasiado frias para a época, as neblinas e nevoeiros foram protagonistas no arranque da semana nos vales e terras baixas, as geadas não foram significativas.

O IPMA já disponibilizou o relatório climatológico de novembro, tendo classificado o mês passado de frio e chuvoso, com grande variabilidade dos valores da temperatura do ar e uma forte variabilidade espacial na distribuição da precipitação, o valor médio da quantidade de precipitação em novembro deste ano foi superior ao normal, tendo correspondido a cerca de 150% do valor normal mensal, água muito bem recebida em toda a região, mas ainda assim insuficiente para retirar a maior parte do distrito de Bragança da situação de seca.
Os valores de percentagem de água no solo tiveram uma recuperação espetacular quando comparados com outubro, já temos pontos na região com valores iguais à capacidade de campo e deixamos de ter concelhos com valores iguais ao ponto de emurchecimento permanente, ou seja, estamos a assistir a uma recuperação da flora, muito afetada pela falta de água nos últimos meses. O distrito vizinho de Vila Real, os limites sul e norte do distrito de Bragança já estão em situação normal / chuva fraca no que à seca diz respeito, contudo ainda temos boa parte do nordeste transmontano em seca fraca, abrangendo vários concelhos: Mirandela, Macedo de Cavaleiros, Bragança, Vimioso, Miranda do Douro, etc.
A boa notícia é que no curto e médio prazo é provável a continuação de um padrão húmido, a precipitação que começou a cair ontem em praticamente todo o nordeste transmontano deverá continuar pelo menos até dia 21, em regime de chuva ou aguaceiros fracos. As temperaturas estão amenas para a época do ano, tendem a descer a partir de dia 15, contudo sem valores demasiado frios, Bragança que hoje deverá registar uma máxima em torno aos 11ºC, deverá descer aos 7ºC na próxima quarta-feira, dia 18, nas mínimas a descida deverá ser mais discreta, dos 5 registados hoje, deverá descer aos 0ªC na próxima terça-feira, dia 17, no mesmo período Mirandela deverá descer dos 14ºC para os 10ºC em relação às máximas e dos 11 de mínima previstos para amanhã para os 2ºC na próxima quarta-feira, em suma, temperaturas frescas, mas longe de podermos considerar frias ou natalícias.
Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de toda a informação na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes.

Edição
3760