Miranda do Douro

Dois funcionários do município acusados de um crime de peculato por desvio de verbas das piscinas

Publicado por Glória Lopes em Qui, 2020-07-09 10:04

O Ministério Público deduziu acusação a dois funcionários da Câmara de Municipal de Miranda do Douro, aos quais imputa a prática em co-autoria de um crime de peculato na forma continuada, num processo relacionado com o desaparecimento das receitas da bilheteira das piscinas municipais descobertas nos meses de julho e agosto dos anos de 2013 e 2014.
Segundo a acusação, os dois homens, de 39 e 64 anos, um deles antigo adjunto do gabinete de apoio ao presidente da câmara, que já não exerce funções no município, e um tesoureiro, “elaboraram um plano para ficar com as receitas das piscinas”, delas se "apropriando ilegitimamente".