Nordeste Transmontano

Primeiro dia de greve dos motoristas de matérias perigosas "sem stress"

Publicado por Glória Lopes em Seg, 2019-08-12 11:07

Os postos de abastecimento de combustíveis de Bragança estão esta manhã de segunda-feira com uma das mais baixas afluências dos últimos tempos, uma vez que na sexta-feira e no fim-de-semana se registou uma maior procura face à greve dos motoristas de transporte de matérias perigosas a decorrer esta segunda-feira. Segundo uma ronda pela cidade não há gasolineiras sem combustíveis, ainda que estejam limitadas à venda de 25 litros por automóvel. "Para já temos gasóleo e gasolina, não deve esgotar hoje", explicou uma fonte de um dos postos de combustíveis com maior procura habitualmente, destacando que o dia "está calmo e sem stress".
No final da semana muitos condutores deslocaram-se a Espanha, à localidade de Travassos, o mais próximo da fronteira, a 28 km de Bragança, onde segundo um dos funcionários "a afluência muito superior à normal, com as pessoas a encher jerricãs", criando filas que obrigaram à intervenção da Guardia Civil para regular o trânsito, uma vez que os carros não cabiam na área da estação de serviço e paravam na estrada nacional 122.
Entretanto, o Ministro da Administração Interna declarou, na passada sexta-feira, a Situação de Alerta para o período compreendido entre as 23h59 do dia 9 de agosto de 2019 e as 23h59 do dia 21 de agosto de 2019, em todo o território de Portugal continental. A Situação de Alerta é declarada na sequência da Situação de Crise Energética decidida pela Resolução de Conselho de Ministros nº 134-A/2019, face à suscetibilidade de serem afetados bens e serviços absolutamente essenciais à população.