A opinião de ...

Avisos meteorológicos e mapas distritais, a insistência no disparate

A existência de avisos meteorológicos é relativamente recente, contudo tornaram-se de fundamental importância para articulação das entidades que zelam pela nossa segurança, como a proteção civil, bombeiros… especialmente em cenários de fenómenos meteorológicos adversos.

As diversas entidades meteorológicas foram com o passar do tempo, adequando os sistemas de avisos (ex: AEMET ou MeteoGalicia), tendo em conta as especificidades climatológicas das regiões e aproximando a informação às populações e à realidade, processo que o IPMA apenas efetuou na Região Autónoma da Madeira, insistindo no mapa dos antigos distritos no continente, aplicando um mapa administrativo e político à meteorologia, quando, na minha opinião, não há nada mais errado.

A insistência neste mapa não só deturpa a realidade como desinforma as populações, vejamos um parâmetro flagrante, os avisos por temperaturas: Sempre que chegam as temperaturas elevadas, os avisos para o distrito de Bragança não refletem a realidade, vejamos os critérios de emissão, temos para aviso amarelo temperaturas entre 34 a 36ºC, laranja 37 a 38ºC e vermelho acima de 38ºC, por exemplo, no dia 22/06/2020, Mirandela teve uma máxima de 37.1ºC, corresponderia a um aviso laranja, contudo poderia até chegar aos 40ºC, se a capital de distrito não atingir determinada temperatura não haverá qualquer atualização do aviso! Tudo isto é recorrente, dura há anos e também se aplica às temperaturas mínimas. Mas porquê? Se os avisos são distritais porque não cumprem os critérios distritalmente? A resposta é simples e desconcertante, os avisos são aplicados tendo como referencia apenas a estação meteorológica da capital de distrito, aqui surge a questão de sempre, o que tem a ver o tempo que faz em Bragança com o tempo que faz no sul do distrito ou no vale do Tua, eu respondo: Absolutamente nada, e é um erro aplicar os avisos desta forma a unidades territoriais tão grandes e tão diversas climatologicamente.

Nos próximos dias não espero grandes alterações no estado do tempo, vamos continuar com tempo muito estável e temperaturas que descerão um pouco até sábado para voltarem a subir na próxima semana, com Bragança e Macedo a chegarem aos 32/33ºC, Mirandela aos 36/38ºC, não se esperam mínimas tropicais na região, pelo que não será difícil dormir durante as noites.

Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de todas as informações na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes - Portugal.

Edição
3787