Bragança

Festival literário com formato consolidado “para manter”

Publicado por AGR em Qui, 2019-05-30 09:37

Um dia “marcante”. Foi assim que o escritor Luís Osório, antigo jornalista, definiu as sessões que na passada sexta-feira o levaram aos estabelecimentos Prisionais de Izeda e Bragança, onde apresentou os seus livros aos reclusos.
“Foi uma experiência única, porque foi com pessoas que estão para lá dos limites de quem consegue imaginar o que é estar fechado e nem sequer ter uma chave para abrir a porta. Desse ponto de vista é uma experiência que guardo para sempre. Não foi a primeira vez mas foram as duas vezes mais intensas e com mais tempo.