FUTEBOL

Macedo perde na receção ao Amarante com golo nos minutos finais

Publicado por Guilherme Moutinho em Ter, 2021-09-21 11:14

“Podia dizer que preciso de ir à bruxa, mas não. É preciso treino, precisamos melhorar,” estas foram as declarações finais de Rafael Nascimento após a segunda derrota consecutiva do Macedo de Cavaleiros no Campeonato de Portugal, novamente com um golo sofrido nos últimos minutos.

A partida disputada, este domingo, no Estádio Municipal de Macedo de Cavaleiros, relativa à 2.ª jornada da Série B, terminou com a vitória do Amarante FC, por 1-0, com golo de Francisco Cardoso, aos 89’.

A equipa do Amarante FC, que na temporada passada conseguiu atingir a fase de acesso à Liga 3, chegou a Macedo com nova equipa técnica e determinada a manter o estatuto conseguido na época transata. Os primeiros lances de perigo da equipa visitante surgem, quase a papel químico, aos 7’ e 16’. As ameaças surgiram de lançamentos laterais longos para o possante Camará que amorteceu para o remate de Guimarães. Ambas as situações terminaram com a bola a sair perto da baliza defendida por Pedro Fernandes.

Aos 20’, o lateral Gonçalo Cardoso, do Amarante FC,  de livre direto proporcionou a Pedro Fernandes uma defesa sensacional.

O avançado Guimarães mostrou mobilidade no ataque e, aos 24’, voltou a testar Pedro Fernandes que, mesmo pressionado pela presença de Camará, conseguiu evitar o golo dos amarantinos.

Dois minutos volvidos, o defesa David Carvalho efetuou um corte precioso a evitar males maiores para a baliza de Pedro Fernandes, após um cruzamento de Faria.

A pressão dos visitantes era notória e, aos 30’, Miguel Tavares em boa jogada individual possibilitou a Pedro Fernandes mais uma grande defesa.

Os alvinegros mostravam a sua competência nas bolas paradas, com Gonçalo Cardoso a ser o eleito para bater os livres. Ao minuto 40, o lateral esquerdo colocou a bola com violência no poste, após livre cobrado da direita.

A grande oportunidade da equipa da casa ainda no primeiro tempo apareceu, em período de descontos, após um livre de Alex Machado. Um remate forte e colocado que passou muito perto do alvo.

Rafael Nascimento apostou em Danny e Cláudio Mendes, ao intervalo, para contrariar a pressão do conjunto adversário. As mexidas do técnico macedense resultaram em mais situações atacantes e obrigaram o adversário a baixar linhas.

Aos 66’, o extremo Danny aproveitou um alívio para disparar à baliza, obrigando o guarda-redes Pedro Gonçalves a aplicar-se para evitar o golo. Ao minuto 80, boa jogada do ataque macedense com Poias a finalizar de cabeça, após cruzamento do lateral Branco. Passados três minutos, a mesma jogada com diferentes protagonistas, desta vez Danny cruza para João Pedro cabecear por cima da barra.

O momento decisivo surgiu, aos 89’, na sequência de um livre direto de Gonçalo Cardoso. Um remate violento do lateral-esquerdo ex-Bragança que obrigou à defesa por instinto de Pedro Fernandes. Quem aproveitou o alívio possível foi Francisco Cardoso que em zona frontal não perdoou. Estreia a marcar no Campeonato de Portugal, com apenas um minuto em campo, que mereceu os elogios do treinador Francisco Pinto. “O momento do golo tinha de acontecer, estamos muito felizes com esta vitória. O Cardoso é um miúdo que está a crescer e tem qualidades inatas de ponta de lança. Vamos potencializar este jogador e ajudá-lo a evoluir.”

Francisco Pinto, que assumiu no decorrer da semana passada as funções de treinador principal do Amarante FC, mostrou-se agradado com a vitória. “Foi um jogo com duas partes distintas. Na primeira parte, houve um controlo absoluto da nossa equipa. No segundo tempo, baixámos as linhas por estratégia para ganhar espaços nas costas. Permitimos erradamente que o jogo partisse, havendo oportunidades em ambas as balizas. Foi importante manter a baliza a zero. Vínhamos de seis golos sofridos em dois jogos e acabámos de ser felizes no fim do jogo. Esta foi a melhor estreia possível com uma vitória sofrida,” declarou.

A análise de Rafael Nascimento à segunda derrota consecutiva no Campeonato de Portugal, nos últimos minutos, é pragmática. “É preciso treino, precisamos melhorar. Não podemos permitir que golos destes em bola parada aconteçam. A primeira parte foi má para nós, melhorámos no segundo tempo com as entradas de Cláudio e Danny, Conseguimos um maior caudal ofensivo e instalar o jogo. A segunda parte foi toda nossa, mas demos a primeira parte e isso tem custos. Não há tempo para a equipa crescer, precisamos de pontos”.

O próximo jogo no calendário do CA Macedo de Cavaleiros é contra o Sintrense a contar para a segunda eliminatória da Taça de Portugal, agendado para dia 25 às 15h00. A série B do Campeonato de Portugal regressa no dia 3 de outubro com a partida Vila Real-Macedo de Cavaleiro. O Amarante FC já eliminado da Taça de Portugal, aguarda o jogo da terceira jornada frente ao FC Santa Marta de Penaguião.

Foto: Guilherme Moutinho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assinaturas MDB