A opinião de ...

“Corra o ano como for, haja em Agosto e Setembro calor”

Estamos prestes a “fechar” o segundo mês do verão meteorológico, julho é segundo as normais climatológicas o mês mais seco e quente do ano e, em linhas gerais, 2020 não fugiu da regra, embora haja exceções, vejamos:

Segundo os dados diários disponibilizados pelo IPMA, em Bragança, até ao dia 3 deste mês registamos temperaturas ligeiramente abaixo da média, situação que se inverteu a partir de dia 4 e se manteve durante o restante período. A temperatura máxima média deste mês (1971-2000) é de 28.5ºC, as máximas registadas andaram entre 5 a 8ºC acima dos valores médios para o período. Nas temperaturas mínimas a diferença não é tão significativa, contudo também se registou uma anomalia positiva até 5ºC (dia 6 de julho). Assim podemos concluir, ainda que sem o relatório oficial, que Julho foi um mês muito quente no nordeste transmontano.

Além de escassa, a precipitação em julho costuma ter outra característica, a sua irregularidade espacial, e porquê? Porque por norma regista-se precipitação de origem convectiva, ou seja associada a episódios de trovoadas, fenómenos caprichosos, difíceis de prever, que podem deixar quantidades significativas num ponto e nada no imediatamente ao lado. Olhando os dados oficiais verificamos, que a estação de Bragança foi um oásis no nordeste transmontano, uma vez que associada a situações de instabilidade em altitude (trovoadas) registou precipitação, nos dia 8, 11, 12 e 22, que permitiram alcançar e superar a média mensal (1971-2000) que se fixa nos 19.6mm, tendo-se acumulado na capital do nordeste 22.4mm.

E agosto? De momento as previsões mensais da NOAA (Agência Norte-Americana de Meteorologia) apontam para uma tendência clara: Agosto deverá ser mais um mês quente e seco no nordeste transmontano, não se descartam novamente fenómenos pontuais de tempo severo, com trovoadas potenciadas pelo calor intenso e eventuais irrupções de ar frio em altitude.

Nos próximos dias, não espero grande alterações do estado do tempo, vamos continuar com condições anticiclónicas, temperaturas máximas elevadas e mínimas agradáveis, hoje em Bragança atingiremos os 37ºC, Mirandela os 41ºC e Miranda do Douro os 36ºC, valores que devem descer muito ligeiramente nas próximas jornadas, mantendo-se contudo entre os 30 e os 35ºC na maior parte da região, pontualmente mais elevadas nos vales do Tua, Douro, Sabor e Côa.

Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de todas as informações na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes - Portugal.

Edição
3792