A opinião de ...

“Logo que outubro venha, procura a lenha

Outubro marca não apenas o arranque do segundo mês do outono meteorológico como também o início do novo ano hidrológico 2019/2020, embora ainda sem dados oficiais fechados, não é difícil adivinhar que o ano que agora terminou foi deficitário em toda a região, choveu menos que o habitual tendo em contas as normais climatológicas em vigência, o que nos deve preocupar não é a seca em si, sempre houve e vai continuar a haver, o mais grave é sem dúvida alguma a persistência cada vez maior de grandes períodos secos, seguidos de pequenos períodos chuvosos, que não conseguem por sua vez repor os níveis freáticos, criando uma espécie de círculo vicioso, do qual não conseguimos sair, pelo menos nos últimos anos tem sido assim, no últimos mês a seca voltou a agravar-se de todo o distrito volta a estar em seca moderada.
Segundo as últimas projeções da NOAA, agência norte-americana de meteorologia, outubro tem grandes probabilidades de continuar nesta senda, está previsto um mês extremamente seco de norte a sul de Portugal Continental, a nossa região não é exceção, o que a confirmar-se, fará do segundo mês do outono meteorológico, um mês seco, quando já seria expectável algum dinamismo atmosférico e que as primeiras chuvas marcassem ato de presença.
Portanto, não será de estranhar que os níveis de água armazenada na bacia do Douro continuem a descer, segundos dados oficiais, a barragem da Serra da Serrada que abastece Bragança, registou uma descida muito significativa no volume armazenado, se em maio estava a 100% da sua capacidade, em setembro caiu para 42.4%, situação generalizada em todo o país, no último dia do mês de setembro e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se uma descida no volume armazenado em todas as bacias hidrográficas monitorizadas pelo SNIRH.
No curto prazo, não se esperam grandes novidades, o tempo seguirá com muita bonança, com probabilidades de precipitação baixas e temperaturas em especial as diurnas muito agradáveis, as temperaturas mínimas esperadas em Bragança deverão rondar os 9ºC / 10ºC, em Miranda do Douro um pouco mais fresco variando entre os 7ºC e os 9ºC, em Mirandela entre os 9ºC e os 12ºC, em Carrazeda de Ansiães entre os 6ºC e os 8ºC. As máximas, altas para outubro, com Mirandela à espera de temperaturas na ordem dos 28ºC / 30ºC, Bragança e Macedo de Cavaleiros em torno aos 26ºC, Torre de Moncorvo e Alfândega da Fé 26ºC, a partir de domingo existe um aumento da probabilidade de precipitação, que a ocorrer será fraca e dispersa.
Poderão acompanhar diariamente as atualizações de toda a informação na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes.

Edição
3751