A opinião de ...

A receita desta semana é de favas! Pois é muitas vezes para onde nos apetece mandar algumas pessoas… já São Jerónimo as proibia pois dizia que faziam “tilintar os genitais” crença que vinha dos egípcios que acreditavam que os espíritos transmigravam para as favas antes de partirem para o além e os gregos foram na conversa, ora o Santo que traduziu do grego para o latim a chamada *vulgata* pelo sim pelo não proibiu-as e assim deixaram de ser como no tempo dos romanos favas contadas nas votações, se bem que por vezes ainda parecem em certos jogos de futebol!
Ingredientes

Qui, 2014-06-19 18:56

Confesso que desde há bastante tempo tenho sido desconfortado com esta sensação tão desanimadora de não sentir qualquer estímulo para a intervenção política. A degradação da qualidade da democracia, o abandono dos melhores e mais competentes da militância partidária, a ascensão às lideranças dos partidos do arco da governação de pessoas que são o produto dos “aparelhos partidários”, o domínio dos partidos por lógicas de aparelho que afastam os cidadãos da intervenção política, tudo isso me fez afastar do entusiasmo com que durante toda a minha vida intervim na política partidária.

Qui, 2014-06-19 18:31

«L’Ounion respeita la dibersidade cultural, religiosa i lhenguística»;
Carta de ls Dreitos Fundamentales de l’O.O., (art. 22º)
 

Qui, 2014-06-19 18:28

O usufruto é um direito que consiste em alguém ter o gozo temporário de uma coisa ou direito alheio, mas sem poder alterar a sua forma ou substância; quer isto dizer que o usufrutuário recebe uma coisa alheia que pode usar e fruir, mas tem a obrigação de a conservar para no final do usufruto entregar essa mesma coisa tal qual a recebeu. No direito romano já existia o usus frutus (uso dos frutos); o dono da coisa (nu-proprietário), sendo o proprietário, não detinha a sua posse, não a podia usufruir; o usufrutuário, não sendo o proprietário, era quem tirava todos os frutos da coisa.

Qui, 2014-06-19 18:26

A Fundação Rei Balduíno lidera um projeto a que, entre outras, aderiram, na primeira hora a Fundação Bertelsmann alemã e a portuguesa Fundação Calouste Gulbenkian. O objetivo do Novo Pacto para a Europa é promover uma discussão sobre os caminhos que devem ser abertos e percorridos para ultrapassar a atual crise europeia.
 

Qui, 2014-06-19 18:18

Cinquenta anos depois do movimento do New Right (1965), nos EUA, que, por oposição ao New Left (1962) modernizou a Direita, conciliando-a com a democracia liberal, embora mantendo os valores culturais e sociais da tradição liberal americana, a Direita portuguesa moderna, não-salazarista e que concorda com o 25 de Abril, começa a afirmar-se em Portugal pela voz de historiadores, intelectuais e, até, de jornalistas.

Qui, 2014-06-19 18:17

Escrevo no dia de Santo António, o patrono de Lisboa, a luminosa e bonita cidade onde resido. O marido foi festejar o Santo, comer umas sardinhas, beber um copito e confraternizar com os amigos. E eu…aqui estou, em frente do computador, pronta a cumprir o dever (Ai que prazer/ não cumprir um dever, não é Fernando Pessoa?), olhando para a página em branco sem saber ainda sobre que assunto escrever: sobre as inconstitucionalidades do governo e o não recebimento da última parte do empréstimo da Troica?

Qui, 2014-06-19 18:15

Através deste jornal soube da morte do Sr. Ricardo. Estava em casa, fui rever a fotografia onde apareço gordinho, franja, camisola, calção, meias até ao joelho e botas faiscantes. Tinha três anos. No canto do documento – Ricardo fotógrafo – em riscante letra cursiva. Na altura de fazer o exame de admissão voltei a ser retratado por ele, na altura tinha o estúdio num prédio da Rua Direita, depois mudou-se para a Praça da Sé. A sucessão dos dias levou-me a algum convívio com o Sr. Ricardo antes de entrar no mundo da diáspora.

Qui, 2014-06-19 11:51

É sempre possível olhar para Portugal a partir de várias perspetivas, existindo perspetivas para todos os gostos, dependendo geralmente do contexto e do observador. Dessas perspetivas saliento a que permite considerar o país dividido em interior e litoral. Sabemos que não existe uma definição clara de interior e de litoral e muito menos uma fronteira vincada entre as duas partes, no entanto podemos considerar como litoral a parte do país próxima da costa, à beira mar, e o interior a parte do país para além da faixa litoral e, consequentemente, afastada do mar.

Qui, 2014-06-19 11:49

Uma interrogação que vai crescendo de importância nas meditações dos analistas é a de saber se o Estado ainda é a invenção apropriada para governar as sociedades. De facto o núcleo da inquietação é talvez o da redefinição da soberania, salvando-se a palavra para cobrir uma nova composição do poder efetivo, da sua graduação relativa, e da relação com organismos supraestaduais.

Qui, 2014-06-12 15:55

Oriundo, que sou, do meio rural, sem nunca omitir, muito menos esconder, as minhas origens aldeãs, devo confessar que sinto uma motivação acrescida para escrever sobre as maravilhas da natureza, das tradições e dos usos e costumes das gentes nordestinas ligadas à terra.
Por outro lado, gosto de observar o que acontece nas nossas aldeias e ficando triste ao perceber o quanto se desvaloriza muito do património material e imaterial, que lhes é inerente, mas que ainda é olhado como referência de identidade e afirmação local, mesmo nas aldeias, já quase sem gente.

Qui, 2014-06-12 15:54

para a massa
 
200 g  farinha de trigo
75 g manteiga 
30 g de açúcar
½ colher de chá de canela
2 colheres de sopa aguardente
pitada de sal

Qui, 2014-06-12 15:52

Há tempos assim.
Há alturas em que parece que tudo o que acontece nos entristece.
 

Qui, 2014-06-12 15:49

Cerra puortas i postigos para que nun entre Joan Suldado.
(Cunta tradecional)
 

Qui, 2014-06-12 15:46

A forte contestação, feita nas ruas, por parte de um número significativo de brasileiros, à organização do mundial de 2014, fez perceber ao mundo que, ao contrário da falsa crença, para os nossos irmãos do lado de lá do Atlântico, o futebol é infimamente menos importante do que os dramas sociais que ali existem.

Qui, 2014-06-12 15:28

Ingredientes:
• 1 kg de beringelas;
• 40 g alho;
• 300 g de carne moída de novilho
• 50 g de cebola
• 3 cl de azeite;
• 100 g tomate pelado
• 40 g pimento verde;
• 12 g salsa;
• 10 g pimenta preta;
• Sal q.b.
1º Retire a parte superior da beringela retirando o pé. Corte a beringela em duas partes. Leve ao forno durante 15 minutos temperada com sal grosso.
2º Coloque as beringelas, lado a lado, numa travessa para ir ao forno. Com uma colher de sopa faça uma cavidade nas beringelas.

Qui, 2014-06-05 14:47

Ordálio ou ordália era uma prova processual ordenada por um juiz para determinar se o acusado era culpado ou inocente da prática de um crime. Também a ordália era tida como Juízo de Deus por nesta prova processual serem usados os elementos da natureza criados por Deus, o fogo e a água.

Qui, 2014-06-05 14:43

Portugal sempre foi um país de conquistadores. Fases expansionistas da nossa história são o retrato disso mesmo.
Inerente à designação de conquistador esteve sempre o protagonismo heróico, arrojado, lutador, descobridor…transpositor de inúmeras adversidades, alcançando feitos que jamais alguém tinha conseguido!...
Só que, noutros tempos, o título de conquistador só era concedido a alguém por aquilo que, reconhecidamente, fizera no passado e não por aquilo que se propunha no futuro, muito menos na incerteza do alcance do objetivo da conquista.

Qui, 2014-06-05 14:40

E afinal houve vencedores.
E nem foram inesperados.
É certo que há quem continue a fingir que não vê, a fingir que não ouve. Faz-me lembrar algumas crianças que quando alguém lhes diz algo que sendo evidente não querem admitir, tapam os ouvidos e começam a “martelar”: “Não te estou a ouvir! Nã nã nã nã! Não te estou a ouvir!”
E na verdade, havendo, seguramente, várias conclusões possíveis sobre as eleições há uma que me parece linear e cristalina. E que vai de encontro a algo que tenho defendido desde há algum tempo, publicamente.

Qui, 2014-06-05 14:36

Em Junho de 20013, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, prometeu em Bragança, que, o assunto em título estava a ser tratado.
Passado quase um ano, desde aquela data, só se ouvem promessas, sobre o restabelecimento das ligações aéreas por parte dos governantes responsáveis por estas coisas. De concreto nada!
Entretanto, na nossa permanente luta na defesa de Trás-os-montes, fizemos e tivemos contactos em termos de propostas escritas com os municípios de Vila Real e Bragança sobre o problema em questão, apontando soluções.

Qui, 2014-06-05 14:33

Assinaturas MDB